Tomou sua água hoje? The new evian film

Anúncios

Um filtro para água, muito bom! An excellent filter to your water!


Sempre lembrando que “água limpa demais não dá peixe…”

Encontre este filtro no Amazon: $ 11.99

http://www.amazon.com/exec/obidos/ASIN/B005HN206M/downandoutint-20
Dependendo do filtro que você utilizar a água não fica clara!Eles vendem em opções “1°” e “3°” mundo.Curioso esta parte…

Para que não haja enchente! Flood Management System

 O G-Cans Underground em Saitama é provavelmente o mais maciço sistema de gestão de  inundação no mundo-composto de 100 de quilômetros de túneis de até 50 metros de profundidade com ligação de 5 silos grandes e um tanque de água imenso: O Templo.
 Os vãos tem  complexos 6,3 km entre Showa, em Tóquio e Kasukabe em Saitama, com o poder de bombear 200 toneladas de água por segundo para o rio Edogawa.

Gastando água? veja como economizar…helping the planet




“water blocks” ou “Bloqueio d’ água”  é um medidor de água  que possui  dispositivo de bloqueio para ser utilizado em torneiras. Ele permite que o usuário defina o volume desejado de água para o banho, e portanto deixa o fluxo de água funcionando sem monitoramento. O fluxo será interrompido automaticamente quando o volume é alcançado  através da torneira. O objetivo é evitar o desperdício de água.
O “Water Blocks”  bloqueia e  simultaneamente exibe o volume de água. Quando a água está fluindo, é ‘on’. Quando o fluxo é encerrado, Lock água é ‘desligado’. Ele utiliza o princípio de um cadeado de combinação para o seu funcionamento. Espera-se que o dispositivo possa aumentar a sensibilização dos utilizadores no seu consumo de água, ajudando-os a evitar o desperdício.

Water Lock is both a water meter and a locking device for use on bathtub taps. It allows the user to set the desired volume of water for their bath, and leave the flow of water unmonitored. The flow will be automatically stopped when the set volume has run through the tap. The purpose is to avoid the wastage of water through the over-filling of the bathtub.
Water Lock simultaneously records and displays the water volume. When the water is flowing, it is ‘on’. When the flow is terminated, Water Lock is ‘off’. It uses the principle of a combination padlock for its operation. It is expected that the device would increase users’ awareness of their water consumption while helping them to avoid wastage.

O primeiro submarino construído : 1721 na Rússia

 This is an exact copy of the “hidden vessel”. Esta é a cópia exata do “hidden vessel”.

 This thing was always on the surface of water to intake air for breathing. Esta parte do submarino fica
fora da água para possibilitar a respiração dos ocupantes do “submarino”

 “Trial of the hidden vessel of Efim Nikonov in presence of Peter the First. 1721.”
 O monumento que recorda a utilização do submarino, onde pode-se ler o nome do
inventor Efim Nikonov e a presença de Pedro o Primeiro em 1721.

Here you can see a periscope prototype.Aqui você pode ver um prot´tipo de periscópio.

Veja toda a água do planeta! How much water we have?See it

(recebido por e-mail pelo amigo Silvio L.)
As esferas azuis acima representam o tamanho de toda a água do planeta.
Foram calculadas e representam em volume a pequena quantidade real
de todos os oceanos,lagoas,rios,riachos,açudes,etc…
A realidade é que os oceanos em relação à terra são apenas um
pequeno filme do precioso líquido que utilizamos e poluímos
há muito tempo…
A maior esfera representa a totalidade de água,inclusive os oceanos…
O volume calculado é de (1,386,000,000 km cúbicos (km 3 ).

Àgua doce líquida
Quanto do total da esfera azul (maior) é  água doce?  Da água que as pessoas e muitas outras formas de vida precisam para sobreviver, a esfera azul (segunda maior), representa água fresca em estado líquido  (águas subterrâneas, lagos, água do pântano, e rios). O volume chega a cerca de 2.551.100 km 3 (10633450 km³ ), dos quais 99 %  é água subterrânea, não é acessível aos seres humanos. O diâmetro dessa esfera é de cerca de 272,8 km.

Água em lagos e rios
Você pode  perceber  que há uma bolha “minúscula”  quase imperceptível ? Isso representa  água fresca em todos os lagos e rios do planeta( na superfície).Esta água é aquela que a maioria das pessoas,animais e plantas e toda a vida da terra precisa todos os dias. O volume dessa esfera é de cerca de 22.339 km³ . O diâmetro dessa esfera é de cerca de 56,2 km (tente imaginar uma bolha de quase 35 quilômetros de altura)…
Curiosidade:
Se a maior bolha (esfera azul da foto fosse estourada, o fluxo resultante cobriria os Estados Unidos da América (48 estados mais baixos) a uma profundidade de cerca de 107 quilômetros.

Os dados usados ​​nesta página, vem de estimativas de cálculo de  Igor Shiklomanov na distribuição global da água.
Crédito: Howard Perlman , USGS, ilustração globo por Jack Cook , Woods Hole Oceanographic Institution ( © ); Nieman Adam .


Fonte dos dados: Igor Shiklomanov do capítulo “Mundo recursos de água doce” em Peter H. Gleick (editor), 1993, Água em crise : Um Guia para os recursos mundiais de água doce (Oxford University Press, New York).
EUA Departamento do Interior

Pesquisa Geológica dos EUA
URL: http://ga.water.usgs.gov/edu/2010/gallery/global-water-volume.html
 Contato Página: Howard Perlman

Página Última modificação: sexta-feira, 18 – May-2012 11:59:53 EDT

Duas reservas que valem mais que todo o petróleo do mundo!

O Aquífero Alter do Chão é uma reserva de água subterrânea localizada sob os estados do Pará, Amapá e Amazônia.Abastece a totalidade de Santarém e quase a totalidade de Manaus através de poços profundos. Dados iniciais revelam que sua área é de 437,5 mil km2 com espessura de 545 metros.Pesquisadores da Universidade Federal do Pará desenvolvem estudos que podem revelar que o aquífero pode ser maior que o calculado inicialmente, passando inclusive a ser maior que o Aquifero Guarani. Com 86 mil quilômetros cúbicos, o aquifero poderia ser suficiente para abastecer em aproximadamente 100 vezes a população mundial.O Aquífero Guarani é a segunda maior reserva subterrânea de água doce do mundo.

O Alter do Chão ocupa uma pequena área em extensão mas um grande volume, reservando aproximadamente 85 mil Km³ de água contra apenas 55 mil Km³ do aquífero Guaraní.

A seguir entrevista com Andre Montenegro Duarte,graduado em Engenharia Civil Universidade Federal do Pará – UFPA. Na Universidad Politecnica de Valencia realizou o mestrado na área de Engenharia e, na UFPA, onde atualmente é professor, fez o doutorado em Geologia e Geoquímica, intitulado O Valor Econômico e Estratégico das Águas da Amazônia(entrevista realizada
pela IHU On-Line.André Montenegro Duarte – A água que está armazenada no Alter do Chão, com aproximadamente 84 quadrilhões de litros, duas vezes o volume do Aquífero Guarani, não será alterada por obras como uma barragem, hidrovia, pois está no subsolo. O que acontece em algumas obras com grandes áreas de desmatamento, é que provocam uma mudança no ciclo da água, que é o responsável pela recarga e manutenção do Aquífero ao longo desses milhões de anos. Em algum momento essa água será explorada, devido ao fato de ela tem um valor econômico muito grande, mas se não houver recarga, ficará insustentável. Então essas intervenções humanas causam problema não ao volume de água que está lá dentro, mas trazem a possibilidade de alterar o ciclo da água na região, prejudicando a manutenção do Aquífero.

Como já citei, Manaus, Santarém e outras pequenas localidades já são abastecidas com esta água; mas é um volume muito pequeno em relação ao potencial do Aquífero. Sabemos, porém, que a água potável é um bem que está se tornando cada vez mais raro e escasso, por isso está sendo agregado grande valor econômico ao Aquífero, que já desperta o interesse de empresas de grande porte de todo o mundo. Elas estão inclusive adquirindo áreas na região para fazerem a exploração no futuro. Potencialmente tem um mercado muito grande.

IHU On-Line – Mas há uma forma de preservar esse ciclo da água mesmo com a exploração?

André Montenegro Duarte – Nós estamos fazendo alguns estudos que são uma tentativa de gestão e utilização dessa água de forma estacional e inteligente dando valor para a ideia de “não uso”. Ou seja, uma parte seria utilizada e outra preservada. E a essa segunda parte também se agrega valor. Existem posturas teóricas que precisamos implementar para que consigamos implementar estas questões de forma mais pragmática.

IHU On-Line – O senhor pode nos explicar o que é o conceito de valor do “não uso”?

André Montenegro Duarte – Vou te dar um exemplo real: a floresta tem valor quando um madeireiro corta a madeira e a vende. Ela tem também um grande valor quando essa madeira permanece lá, ou seja, em pé. A floresta preservada pode ter um valor de “não uso” muito maior. Um desses valores está ligado ao sequestro de não uso do CO2, hoje já se consegue auferir receita ou valor econômico para a preservação daquele espaço através desse processo. Hoje, existem mercado de resgate de CO2 que possibilita o “não uso”.

A água também pode ter um valor de “não uso” agregado. O mais importante, nesse caso, é, principalmente, preservar o ciclo da água do que o reservatório em si. Para manter o Alter do Chão é preciso preservar o ciclo hidrológico e, para isso, é preciso ter um elemento compensatório.

Uma gigantesca reserva de água doce fica no subsolo da América do Sul: O aquífero Guarani.No Brasil ele se estende pr oito estados do Sul,Sudeste e Centro-Oeste.O Aquífero se espalha também pela Argentina,Uruguai e pelo Paraguai.
Nomeado em homenagem à tribo Guarani, possui um volume de aproximadamente 55 mil km³ e profundidade máxima por volta de 1 800 metros, com uma capacidade de recarregamento de aproximadamente 166 km³ ao ano por precipitação. É dito que esta vasta reserva subterrânea pode fornecer água potável ao mundo por duzentos anos. Devido a uma possível falta de água potável no planeta, que começaria em vinte anos, este recurso natural está rapidamente sendo politizado, tornando-se o controle do Aquífero Guarani cada vez mais controverso.

obs: alguns estudos dizem que na Austrália encontra-se o segundo maior aquífero.

Estende-se por 1,2 milhão de quilometros quadrados, o que equivale aos territórios da Inglaterra,França
e Espanha juntos.Tem 45 quatrilhões de litros de água…Tem água até 1800 metros de profundidade em
alguns pontos…
70% dele esta no Brasil,a Argentina tem 19% , o Paraguai tem 6% e o Uruguai tem 5%.
Ribeirão Preto em São Paulo é abastecida  100% por esta água…ÁGUA -Situação Mundial – HOJE
97,5% constitui-se de água salgada e apenas 2,5% em água doce
Do total do volume de água doce (34,6 milhões km³) do planeta, cerca de 30,2% (10,5 milhões de km³) pode ser utilizada para a vida vegetal e animal nas terras emersas, pois 69,8% encontram-se nas calotas polares, geleiras e solos gelados
Dos 10,5 milhões de km3 de água doce, cerca de 98,7% (10,34 milhões de km³), corresponde à parcela de água subterrânea, e apenas 92,2 mil km³ (0,9%) corresponde ao volume de água doce superficial (rios e lagos), diretamente disponível para as demandas humanas, que corresponde a 0, 008% do total de água no mundo.



A América do Sul e a Ásia concentram os maiores potenciais de recursos hídricos do mundo, com 12.379 e 11.727 km³/ano, respectivamente, seguidas pela América do Norte com 7.480 km³/ano e a Europa com 6.631 km³/ano (FAO, 2002a). Os menores potenciais encontram-se na África, Oceania e América Central (3.950, 1.711 e 781 km³/ano, respectivamente).

"Pedras" na água…e agora?

artigo constante no site da Água Mineral Itati :
http://www.itati.com.br/#/pt

Achei PEDRAS NA ÁGUA! E agora?
Você já deve ter notado em alguma oportunidade que ao usar o chuveiro elétrico, os furos que escoam a água começam a ficar entupidos.
Também já deve ter visto dentro da chaleira na cozinha que, após aquecer a água do café ou chimarrão, ao longo do tempo aparecem pequenas pedrinhas brancas dentro dos recipientes.
O que significa isto?
Ocorre que a maioria das águas minerais extraídas no Rio Grande do Sul são classificadas com “alcalino-bicarbonatada”.
A ITATI é uma delas. Quando este tipo de água rica em bicarbonatos (especialmente o bicarbonato de cálcio) é aquecida ocorre , transformando o bicarbonato em carbonato de cálcio.
Este último é insolúvel em água, formando os depósitos encontrados nos furinhos do chuveiro e na chaleira de cozinha.
Mas isto pode ser um problema?O parâmetro para avaliar esta formação de depósitos chama-se “dureza da água”.

O nome é engraçado, mas a dureza da água é a medida da quantidade de carbonato de cálcio encontrada na água.
Em princípio não há problema algum com estes depósitos. Mas em alguns casos o carbonato de cálcio pode tornar-se prejudicial à saúde humana se estiver presente na água e a quantidade for superior a 500 mg/l (miligramas por litro), e a ingestão do líquido for em quantidades muito grandes.
E a ITATI? É uma “água dura ou mole”? (risos)Conforme análises do LAMIN da CPRM – Companhia de Pesquisas de Recursos Minerais, a dureza da ITATI Água Mineral Natural nas suas diversas fontes vai de 10 a 36 mg/l.
Ou seja, menos de 10% do máximo recomendado.
Para concluir, a formação destes depósitos no processo de aquecimento da água pode ser até benéfica, uma vez que diminui mais ainda a dureza da água ao precipitar o cálcio. Ou seja: você pode fazer o seu chimarrão, seu chá ou cafezinho com ITATI com a certeza de estar ingerindo algo que faz bem a sua saúde!
Contribua com novos artigos e envie seus textos ou sugestões de temas para blog@itati.com.br.

observação do nosso blog: é muito boa esta água Itati !

Retirando água do ar!

Recebido via e-mail de Silvio L.

Obter água do ar – milagre ou maluquice?
Soa como maluquice ou ficção científica, mas é realidade de milênios. Há menções na Bíblia e em antigas orações judaicas, e os arqueólogos continuam achando as rochas das quais os agricultores israelenses da antigüidade extraíam o orvalho para regar as suas searas.
A EWA (a sigla significa, em inglês extração da água do ar), empresa que desenvolveu uma tecnologia limpa para obter água do ar. O segredo consiste em um desidratante sólido que captura a água do ar e em um condensador especial que reutiliza a energia suprida ao sistema, economizando mais de 85% da carga.
O processo compreende três etapas: absorção da umidade do ar, extração da água capturada pelo desidratante e condensação.
A absorção da umidade é um processo exotérmico (libera calor). Ocorre espontaneamente e só exige um mínimo de energia para ser bombeado através do equipamento. A recuperação do calor foi integrada como função ao condensador, reduzindo os custos para a produção da água a preços razoáveis, como ocorre em outros processos, a exemplo da dessalinização.
Para Eitan Bar, gerente da EWA, tratava-se de uma questão de prioridades. Sua empresa, especializada em energia solar e na extração de água limpa do ar, já havia desenvolvido um novo equipamento de ar condicionado alimentado por energia solar que despertou o interesse da indústria; mas ele se deu conta de que a água potável é muito mais premente.
A empresa, fundada em 2006, se alicerça em nove anos de pesquisas desenvolvidas pelo próprio Eitan Bar, antigo pesquisador da Universidade Ben Gurion. EWA agora tem representantes nos Estados Unidos, Índia, Jordânia, Chipre, Austrália e África Ocidental, onde ajuda os agricultores a gerar créditos de carbono, além de lhes proporcionar água limpa para beber e regar suas plantações.
A EWA emprega doze pessoas. No ano passado, pela primeira vez seu balanço apresentou lucro (100 mil dólares). As previsões para este ano lidam com faturamento de cerca de 5 milhões de dólares, valor que deve crescer em 2009 para mais de 100 milhões, devido à crescente demanda da África, Índia e Austrália.
fonte: jaymecopstein.com.br