Renovação – Voe alto e livre-se das amarras ! A lição da águia .

A águia é a ave que possui a maior longevidade da espécie. 
Chega a viver cerca de 70 anos.
 Porém, para chegar a essa idade, aos 40 anos, ela precisa tomar uma séria e difícil decisão. 


Aos 40 anos, suas unhas estão compridas e flexíveis e já não conseguem mais agarrar as presas, das quais se alimenta.O bico, alongado e pontiagudo, se curva. Apontando contra o peito, estão as asas, envelhecidas e pesadas, em função da grossura das penas, e, voar, aos 40 anos, já é bem difícil! 
Nessa situação a águia só tem duas alternativas: deixar-se morrer… ou enfrentar um dolorido processo de renovação que irá durar 150 dias. 


Esse processo consiste em voar para o alto de uma montanha e lá recolher-se, em um ninho que esteja próximo a um paredão.Um lugar de onde, para retornar, ela necessite dar um vôo firme e pleno.Ao encontrar esse lugar, a águia começa a bater o bico contra a parede até conseguir arrancá-lo, enfrentando, corajosamente, a dor que essa atitude acarreta. Espera nascer um novo bico, com o qual irá arrancar as suas velhas unhas.Com as novas unhas ela passa a arrancar as velhas penas. 
E só após cinco meses, “renascida”, sai para o famoso vôo de renovação, para viver, então, por mais 30 anos. Muitas vezes, em nossas vidas, temos que nos resguardar, por algum tempo, e começar um processo de renovação.
 Devemos nos desprender das (más) lembranças, (maus) costumes, e, outras situações que nos causam dissabores, para que continuemos a voar. Um vôo de vitória. 
Somente quando livres do peso do passado (pesado), poderemos aproveitar o resultado valioso que uma renovação sempre traz. Destrua, pois, o bico do ressentimento, arranque as unhas do medo, retire as penas das suas asas dos maus pensamentos e alce um lindo vôo para uma nova vida. Um vôo de vida nova e feliz.

Anúncios

O HPV ataca os homens ! HPV cancers in men!

O papilomavírus humano é uma ameaça bem conhecida e amplamente pesquisada para a saúde mulheres. Mas os homens também estão em risco, escreve Maggie Koerth-Baker , e a perspectiva científica é muito mais incerta.

Culturalmente falando, o vírus do papiloma humano (HPV) é uma coisa feminina. As mulheres fazem o teste de Papanicolaou, à procura de sinais de câncer cervical HPV-relacionados, como parte de sua manutenção regular de saúde. Quando uma vacina contra o HPV foi desenvolvida, ela foi originalmente destinada a mulheres, e as mulheres apenas.

Mas, do ponto de vista biológico, o HPV não faz muito sentido ser homem ou mulher e estamos fazendo a nós mesmos um desserviço ao ignorar essa realidade. Na verdade, como temos focado na prevenção do câncer do colo do útero (que, por razões óbvias, realmente só afeta as mulheres) temos esquecido um problema crescente que afeta desproporcionalmente os homens.

No mês passado, o ator Michael Douglas anunciou que seu câncer de garganta estava ligada ao HPV. Este não é um câncer comum descontroladamente – há cerca de 650 mil pessoas diagnosticadas com câncer de cabeça e pescoço em todo o mundo a cada ano , e cânceres de orofaringe (o tipo associado com HPV) representam apenas uma pequena parcela disso. Mas as taxas de câncer orofaríngeo está aumentando, e por isso as as percentagens desses cânceres são associados ao HPV.

As pessoas com maior risco são homens.

De acordo com os Centros para Controle e Prevenção de Doenças, a cada ano nos Estados Unidos , existem mais de 2.370 mulheres – e mais de 9.350 homens – diagnosticado com câncer de orofaringe relacionados ao HPV . A discrepância entre os sexos sempre esteve lá como câncer de orofaringe.Durante  a maior parte do século 20, esses tipos de câncer foram principalmente ligadas a fumar e beber – atividades que, em média, homens estão  tradicionalmente envolvidos  do que seus colegas do sexo feminino.
Mas  nos últimos 30 anos ou mais, isso mudou. As taxas de tabagismo diminuíram. Uma pesquisa publicada no Journal of Clinical Oncology em 2011 constatou que, entre 1984 e 1989, o HPV estava presente em 16,4% dos casos de câncer de orofaringe. Até o início do século 21, no entanto, esse número disparou. Entre 2000 e 2004, o HPV estava presente em 71,7% de todos os cânceres de orofaringe.
E, ainda, a diferença entre os sexos permaneceu.Michael Underbrink, professor assistente de otorrinolaringologia da Universidade de Texas Medical Branch, disse que poderia ser mais um caso de homens com mais exposição aos fatores de risco. HPV é sexualmente transmissível. Se o indivíduo médio tem mais parceiros sexuais e começa a ter relações sexuais mais cedo do que a média das mulheres, ele estaria com a razão de que homens podem ter mais risco de contraí-la. Mas Sara Pai, professor de otorrinolaringologia da Universidade Johns Hopkins, disse que a diferença pode ir mais fundo do que isso. Há evidências, por exemplo, que o sistema imunológico de homens não produzem muitos anticorpos para combater o HPV como as mulheres de fazer. Muito mais mulheres tem  contato com HPV e nunca tiveram câncer cervical. Na verdade, 95% das mulheres que são diagnosticadas com HPV irá destruir com sucesso o vírus em seus próprios corpos em curto espaço de tempo, Underbrink disse. Cinco por cento  terão infecções mais persistentes, e apenas um subconjunto  irão desenvolver câncer cervical.
Mas parece que há algo diferente acontecendo com os homens e câncer de orofaringe: “Os homens e as mulheres são expostos, mas os homens não parecem ser capazes de combatê-lo bem”, disse Pai.

Por que não há nenhum exame de Papanicolau para os homens

A cada dois ou três anos, começando em torno de 21 anos de idade, muitas mulheres norte-americanas passam por um ritual de saúde chamado de exame de Papanicolaou.
A experiência não é nada  divertida. Mas é uma maneira eficaz detectar câncer antes que ele se desenvolva. A  coleta de células do colo do útero para estudos médicos, procuram mudanças no tamanho, forma e cor das células – mudanças que poderiam ser um precursor para as células cancerígenas . O teste funciona, porque sabemos que o câncer cervical é causado por HPV, e nós sabemos como uma infecção pelo HPV avança (ou, mais frequentemente, não progride) para câncer cervical.
Essa informação é de valor inestimável para ajudar os médicos prevenir o câncer antes de começar e manter um olho em pacientes que têm um risco maior de ficar doente. Nos EUA, o sistema de cuidados de saúde das  mulheres está estruturado de uma forma que incentiva o teste regular – as prescrições para o controle de natalidade são geralmente feitos de maneira que as consultas ocorram em uma base ano a ano, garantindo que mulheres visitem  o seu ginecologista anualmente pelo menos.
Há uma boa razão para isso. Globalmente, o câncer do colo do útero é o terceiro tipo de câncer mais comum em mulheres . Em países onde a maioria das mulheres não têm acesso regular a exame Papanicolau, o diagnóstico deste tipo de câncer são muito mais comuns e maiores porcentagens de mulheres morrem. As regiões menos desenvolvidas do mundo teve 453 mil novos casos diagnosticados de câncer do colo do útero em 2008. Metade das mulheres – 242 ,000 – morreram por causa da doença.Mulheres em regiões desenvolvidas, ao contrário, sofrem apenas uma fração da incidência: 76 mil novos casos e 32 mil mortes.
Historicamente, o câncer de orofaringe não teve esse tipo de grande impacto na saúde pública. Na verdade, foi  há apenas  uma década que os cientistas descobriram a ligação entre o câncer de orofaringe e HPV. Assim, não só houve  tempo para fazer a pesquisa sobre isso, Mas, novamente, isso está mudando. Esse mesmo trabalho de pesquisa a partir de 2011, que constatou aumento das taxas de HPV em amostras de câncer de orofaringe, também descobriu que a incidência da doença está aumentando também. Se as tendências atuais continuarem (e isso é sempre um “se”), poderia haver novos casos de câncer de orofaringe mais do que o câncer cervical diagnosticada nos EUA em 2020.
Se isso acontecer, Sara Pai  diz que  não vai ser fácil começar a testar os homens para as alterações celulares do mesmo  jeito que testar as mulheres com teste de Papanicolaou. O colo do útero pode parecer  difícil de alcançar , mas,  a partir de um ponto de vista médico, a parte traseira de sua garganta é muito pior.
Além disso, o câncer de orofaringe tendem a começar nas amígdalas. Isso é “dentro”, e não “na”. Os médicos podem fazer um exame de Papanicolaou, porque as células que precisam de ver para testar estão na superfície do colo do útero.
“Quando HPV infecta a amígdala,  está infectando fissuras profundas dentro da amígdala”, disse Pai.
Você não pode ver as lesões pré-cancerosas. A maioria dos cânceres de orofaringe são detectadas apenas após o câncer começar a se espalhar para os gânglios linfáticos do pescoço.
Isso é realmente uma grande parte da razão pela qual sabemos tão pouco sobre HPV e câncer de orofaringe, ao contrário de HPV e câncer cervical. Algumas das informações mais básicas – como o número de homens que contraem o HPV em suas amígdalas, em comparação com o número que, eventualmente, desenvolvem câncer de garganta  – não estão disponíveis, porque nós ainda não descobrimos  uma maneira fácil de coletar os dados.
Em muitos aspectos, o maior problema com câncer de orofaringe relacionados ao HPV é que ele ainda é um mistério. Não há nenhum teste para ele. E nós temos apenas dados suficientes para saber que o problema está ficando maior.
Mas há, pelo menos, um pouco de boa notícia em tudo isso. Se você perceber  um câncer orofaríngeo relacionado a HPV-, deve  saber que é mais fácil de tratar do que a versão associada ao cigarro de três décadas atrás. “O HPV é muito mais sensível à quimio e radioterapia e há uma melhor taxa de cura ao longo do tempo”, disse Michael Underbrink. “De fato, alguns estudos dizem que nós não precisamos tratá-lo com o máximo de radiação se é isso que você tem.”
E sobre a vacina?
Até o momento, não há realmente quaisquer dados sobre como a vacina contra o HPV afeta as taxas de infecção por HPV em homens, ou as taxas de câncer de orofaringe. Isso  porque não temos uma maneira fácil de testar os homens para a infecção nas amígdalas e porque em 2011  ninguém estava recomendando que os homens e os meninos recebessem a vacina. Vai demorar um pouco para que os dados comecem a serem estudados.
Enquanto isso, aqui estão quatro coisas que você deve saber sobre a vacina contra o HPV, em geral.
1) Existem duas vacinas contra o HPV:Ambos tem como alvo duas das 14 estirpes de HPV que foram mostrados para causar câncer. Essas duas linhagens foram escolhidos porque eles causam 70% dos cancros do colo do útero. Uma das vacinas também tem como  alvos estirpes de HPV responsáveis ​​por verrugas genitais.Esta vacina é recomendada para os rapazes e para as moças.
2) A vacina ainda pode ser eficaz, mesmo se você já é sexualmente ativo : As recomendações da FDA especificam dar a vacina para pessoas menores de 26 anos, mas isso não significa que a vacina é perigosa ou definitivamente inútil para as pessoas mais velhas do que isso.Uma vacina contra uma doença sexualmente transmissível  vai ser mais eficaz em impedir a propagação da doença, em um nível de toda a população, se você está dando para as pessoas que não tiveram o sexo ainda.Porque é isso que as autoridades de saúde pública estão mais interessados ​​nisso e é por isso que a vacina tem sido mais exaustivamente testada. Mas os indivíduos são diferentes. Só porque você teve relações sexuais não significa que você já pegou HPV. Só porque você pegou HPV não significa que você tem as cepas da vacina que irá protege-lo. Se você estiver com mais de 26,  vale a pena perguntar ao seu médico sobre o assunto de qualquer maneira – especialmente se você é uma mulher que nunca teve um exame de Papanicolaou anormal.
3) Se você tiver sido diagnosticado com HPV, não entre em pânico : Nós não sabemos as estatísticas  sobre  homens, mas, pelo menos, 90% das mulheres diagnosticadas, a infecção vai embora .
4) A vacina é boa, pelo menos, de 6-10 anos. Sua eficácia provavelmente é por um tempo maior, mas os cientistas não tem certeza disso. A vacina não está à disposição há muito tempo e ainda estamos há espera dos resultados a longo prazo.

SOBRE O AUTOR

Maggie Koerth-Baker é o editor de ciência no BoingBoing.net. Ela escreve uma coluna mensal para a revista The New York Times e é o autor de Antes que as luzes saem , um livro sobre energia elétrica, infra-estrutura, e o futuro da energia. Você pode encontrar Maggie no Twitter e Facebook .

Cursos universitários – site -5.040 videos aula. !

Os melhores cursos universitários do Brasil e do Mundo ao alcance de todos! O Site possui 5.040 vídeo aulas, de 13 universidades, de 168 professores e 238 cursos. Um portal que disponibiliza mais de 5 mil vídeo aulas gratuitas de diversas áreas de várias instituições do Brasil e do mundo (vídeos legendados).

O portal quer democratizar a educação de alta qualidade no Brasil. Distribuir o conhecimento dos melhores professores e universidades do mundo – de graça, para todos. Dar acesso ao conhecimento, a qualquer pessoa interessada em melhorar sua vida.
  http://www.veduca.com.br/

O monje e o macaco -the monk and the monkey

http://vimeo.com/moogaloop.swf?clip_id=14441514&server=vimeo.com&show_title=0&show_byline=0&show_portrait=0&color=ff0179&fullscreen=1&autoplay=0&loop=0
Um garoto determinado,Ragu, é mandado pelo seu mestre para sua prova final
A determined young boy, Ragu, is sent by his master on his final quest to
para se tornar um monje.Uma aparente simples tarefa acaba se transformando
become a monk. A seemingly simple task becomes an unexpected challenge
num inesperado desafio para Ragu quando ele descobre o valor real da sua
prova.
for Ragu as he discovers the real value of his quest.

© 2010 Brendan Carroll & Francesco Giroldini. Music by Erez Koskas.
Ringling College of Art + Design.

Palmada é lei…confisco dos filhos pelo estado.

Texto copiado do blog:
http://opica-pau.blogspot.com/2010/08/o-confisco-dos-filhos-pelo-estado.html#comment-form

O confisco dos filhos pelo Estado

O neném, de um ano, gatinha pela sala desbravando novos mundos que lhe vão ampliando o conhecimento, aproveitando o descuido dos adultos engajados em animada conversa. Após alguns metros de percurso, dois buraquinhos numa tomada lhe atiçam a curiosidade.

O que será isso? É a pergunta que lhe vem ao espírito, imersa, é verdade, na nebulosidade mental própria à sua muito tenra idade. Que tal enfiar ali o dedo para apalpar e compreender do que se trata?

Zeloso, por uma segunda natureza, o olhar materno detecta a situação que ameaça o juveníssimo e intui a iminência de um acidente. Célere, ainda sentada, a mãe procura evitar o perigo.

“Nãããooo. Não coloque o dedinho aí que você leva um choque.”

Estacando e voltando seus olhos para a mãe, sem compreender direito, mas intuindo as palavras de advertência, olha de novo os buraquinhos da tomada e volta a olhar a fisionomia vigilante da mãe.

Desagradado pela interrupção da sua exploração, sobretudo movido pela curiosidade que o domina, o neném resolve continuar sua investida. Volta-se para os buraquinhos decidido a introduzir num deles o dedinho. Nova advertência, nova parada, nova recusa, nova tentativa.

A curiosidade invencível não o abandona, e ele não cede. “Vou colocar meu dedinho no buraquinho.” Resolve e avança.

Percebendo que suas advertências foram insuficientes, a mãe opta por empregar um recurso que poupe ao filho querido um desastre e lhe grave eficazmente o ensinamento na memória. Dá-lhe uma ponderada, mas não fictícia, palmada.

O neném chora (um choro nem sempre isento de tática psicológica), porém mais por perceber o desagrado da mãe do que pela dor do golpe.

Durante ulterior incursão, vê-se de frente aos dois buraquinhos. Vem a curiosidade, vem o desejo de introduzir o dedinho, mas vem também a lembrança da palmada. Ele desiste e se resigna a não introduzir o dedinho. Continua o seu caminho, ileso.

Por que ele conseguiu não colocar o dedinho na tomada?

A atitude da mãe indicando reprovação e zelo, somada à palmada (punição pela desobediência), deram-lhe uma força de auto domínio que ele não tinha. Além de incutir um senso de justiça verdadeiro, embora muito elementar.

Bendita palmada que, sendo equilibrada e justa, ajudou o pequeno a dominar-se e a vencer-se a si próprio.

Bendita a mãe que soube formar o seu filho ensinando-o a dominar-se e a dizer não a si mesmo, pois sem isso é impossível viver bem e ser bom. Esta mãe amou o seu filho.

Ninguém tem condições mais privilegiadas para fazer isso do que a mãe e o pai, no âmbito do lar. O governo jamais conseguirá proporcionar aos pequenos um ensinamento de tal qualidade, tão eficaz.

A lei contra as palmadas introduz dentro de casa um “olhar soturno do governo” que ficará perpetuamente entre os pais e a criança como um protetor dela contra eles. Criará a impressão de que, no fundo, os pais são maus e o Estado é bom. Salta aos olhos que o verdadeiro dono dos filhos será o Estado..

Pasmo ao imaginar que o Estado, favorável ao aborto, vira protetor dos filhos contra os pais!

Aliás, já existem leis preconizando a permanência dos filhos doze horas na escola logo a partir dos 3 ou 4 anos de idade. É a formação estatal, comunitária, igualitária, que torna a família desnecessária e a transforma em mera “chocadeira” para novos cidadãos.

Assim, o ditatorial PNDH 3 vai sendo executado sub-repticiamente visando jogar o Brasil no comunismo mais radical. Não nos iludamos, estamos na rampa para o abismo.

É preciso ser herói e não deixar-se arrastar.

obs: eu concordo e você?

A maior coleção de obras de arte da internet

Mais de 5.000 artistas e 100.000 pinturas faz deste o maior museu on line do mundo. Contém
a maior coleção de artistas como Monet,Van Gogh,Rembrandt e muito mais!

More than 5,000 artists and 100,000 paintings make us the largest online Web Museum in the world!Featuring the largest collections by artists like Monet, Van Gogh, Rembrandt and more!

http://www.mystudios.com/artgallery/

Padre Valdo: ele morreu, mas ele viveu!



Meio que sem querer, navegando na internet acabei achando o blog
http://blogdodeijivan.blogspot.com/2010/04/sonhos-e-desejos.html

Neste blog consta postagem sobre o ex-padre Valdo cujo texto abaixo de forma reduzida
copiei:

Valdo subiu na bike e foi dar uma volta ao mundo”, escrito pelo jornalista Estevão Bertoni na seção “Mortes” da Folha de São Paulo.

Este artigo falava sobre a morte de João Valdecir Vieira (1944-2010), conhecido por Valdo, um ex-padre que resolveu largar a batina e realizar um antigo sonho: dar a volta ao mundo em uma bicicleta!
A ligação entre este pequeno artigo e o tema que trato aqui aconteceu justamente na noite deste domingo, quando resolvi organizar estes meus recortes de jornais e me deparei justamente com o artigo sobre o Valdo. De início passou de relance, mas logo me veio à cabeça os pensamentos sobre sonhos e desejos que me ocuparam a mente durante a tarde. Tive que parar com o trabalho de organização dos recortes e me dedicar imediatamente à leitura daquele artigo. Minutos depois eu já estava sentado enfrente ao micro escrevendo este texto. Não consegui terminá-lo no mesmo dia e retomei a empreitada na noite de segunda-feira, para então publicá-lo na madrugada desta terça-feira.
A história do ciclista e ex-padre Valdo é surpreendente. Graças a uma Poupança que fez ao longo da vida, conseguiu juntar quase 60 mil reais que foram destinados para financiar o seu sonho. Já sabia de antemão que seria muito difícil arranjar patrocínios que bancassem toda a viagem e, por isto, se precaveu guardando dinheiro. Obviamente que teve auxílio também de amigos e familiares, além de simpatizantes que encontrou pelo caminho. Segundo as informações disponíveis no site do Valdo,ele recebeu 374 dólares de doações feitas por pessoas que ele encontrou durante a viagem.

A odisséia de Valdo é impressionante. Ele percorreu milhares de quilômetros em sua “bike”, apelidada de Tanajura, saindo de Joinville, Santa Catarina, no dia 15 de março de 2009, as 6h30 da manhã. Ao longo do trajeto percorrido, ele teve que caminhar a pé empurrando sua bicicleta por 927 km, enfrentando diversas ladeiras entre montanhas e desfiladeiros. Pelas estradas ele encontrou 26 cicloturistas, categoria de ciclistas que se empenham em longas viagens, e pôde se vangloriar de ter levado apenas cinco tombos durante todo o percurso!
Para nosso deleite, Valdo registrou todas as suas aventuras em um
diário de bordo publicado em seu site, deixando muitas dicas sobre costumes locais, pontos de parada e alojamento e centenas de fotos e vídeos. Tudo foi muito bem catalogado, rendendo um material extremamente interessante.

O projeto todo da volta ao mundo em uma bicicleta deveria durar 1.460 dias, terminando em dezembro de 2012, podendo se estender até maio de 2013. Porém, infelizmente Valdo não conseguiu concluir o seu sonho. Ele conseguiu chegar até o México e se preparava para entrar nos EUA, quando publicou em seu site a ultima postagem em 22 de fevereiro deste ano. Dois dias depois, em 24 de fevereiro, o fabuloso ciclista Valdo, com 66 anos de idade, foi encontrado morto em sua barraca no acampamento do Restaurante Rancho Chapala, em Vila de Jesus Maria, na cidade de Baixa Califórnia, no México.
Valdo morreu dormindo, provavelmente devido a uma parada cardiorrespiratória. Mesmo não conseguindo realizar por inteiro o seu sonho, com certeza ele se foi satisfeito com a vida que teve. Foi um homem audacioso, que teve a coragem de deixar tudo para trás para poder se dedicar exclusivamente ao seu sonho. Abandonou os seus desejos e conquistas para seguir os caminhos que levavam ao prazer único da realização de um sonho!
Volto a perguntar: o que será que vale mais, sonhos ou desejos?

Para finalizar, deixo duas frases de autoria do grande Valdo:
“Tanta gente vive em circunstâncias infelizes e, contudo, não toma a iniciativa de mudar sua situação porque está condicionada a uma vida de segurança, conformismo e conservadorismo, tudo isso que parece dar paz de espírito, mas na realidade nada é mais maléfico para o espírito aventureiro do homem que um futuro seguro.”

“As pessoas que raciocinam muito antes de dar um passo viverão suas vidas sobre uma perna só.”

Um texto que vale a pena ler…

Um texto para você ler !

Na maior parte do tempo passamos dias e dias correndo desesperadamente atrás de
dinheiro,status,amor, bens e outras coisas parecidas…

Porém a vida usa de meios além do nosso entendimento (acon
tecimentos, situações,símbolos) , enfim , de sinais que nos fazem entender que, antes de alcançar aquilo que desejamos, precisamos passar por algo ou aprender alguma lição…precisamos estar prontos e maduros para viver certas situações!

Se isto esta acontecendo na sua vida, pare e reflita sobre a seguinte frase: “Não corra atrás das borboletas. Cuide de seu jardim, e elas virão até você!”

Devemos compreender que a vida segue seu fluxo e que esse fluxo é perfeito.

Tudo acontece no seu devido tempo.

Nós, seres humanos, é que nos tornamos ansiosos e estamos constantemente querendo
“empurrar o rio”. O rio vai sozinho, obedecendo o ritmo da natureza.

Se passarmos todo o tempo desejando as borboletas e reclamando porque elas não se
aproximam da gente, mas vivem no jardim do vizinho, elas realmente não virão.

Mas se nos dedicarmos a cuidar do nosso jardim, a transformar o nosso espaço (nossa
vida) num ambiente agradável, perfumado e bonito, será inevitável…

As borboletas virão até nós.

Dê o que você tem de melhor e a vida lhe retribuirá…!

“Quando estiveres deprimido, pensando que nada em sua vida está dando certo pense se você está seguindo o caminho certo, reveja seus atos e atitudes, olhe para o seu jardim, cultive-o, e verás que para que as borboletas venham até você só depende do seu esforço”.