O pior motorista já filmado!

Alguns nascem com o “dom” para dirigir…outros…

Anúncios

O novo carro (autônomo ) do Google ! The Google Self-Driving Car

O Google lançou um protótipo de seu carro autônomo sem pedais nem volante, utiliza um software e sensores no carro para fazer todo o trabalho. O carro é muito simples, basta pressionar um botão e ele te leva onde quiser. O veículo é capaz de detectar objetos a uma distância de dois campos de futebol, não tem nenhum ângulo morto. A velocidade está agora limitada a 40 Km / h. As crianças,os idosos e um senhor com deficiência visual foram capazes de testar o carro.

O 1° Porsche foi encontrado ! First Porsche was found!

O primeiro carro Porsche construído ficou esquecido desde 1902. Oficialmente chamado de Egger-Lohner C.2 Phaeton , este carro elétrico criado em 1898 tem ‘P1’ gravado em todos os componentessignificando Porsche 1, feito pelo então Ferdinand Porsche com 23 anos de idade . A P1 foi às ruas de Viena em 26 de Junho de 1898, tornando-se um dos primeiros veículos registados na Áustria. O carro  agora foi transferido  para Stuttgart, Alemanha, onde ele pode ser visto no Museu Porsche.

mais no site:http://jalopnik.com/porsches-first-car-found-after-being-left-in-a-shed-fo-1509719443

 The first Porsche ever built has been untouched since 1902. Officially called the Egger-Lohner C.2 Phaeton, this electric car from 1898 has ‘P1’ engraved onto all of the key components standing for Porsche 1, done by the then 23-years old Ferdinand Porsche himself.P

The P1 took to the streets of Vienna on June 26, 1898, making it one of the first vehicles registered in Austria. Porsche’s first design included a compact electric drive weighing 286 pounds and offering an output of 3 hp, or up to 5 hp in overloading mode, allowing it to reach up to 22 mph. When driven in this manner, speed was regulated via a 12-speed controller.


O carro "zumbi"

O que está por baixo deste monte maciço,desta pilha de folhas? Acredite ou não, é um carro. Um “carro zumbi”, na verdade. A velha van azul abandonada foi encontrado estacionada em uma rua de Huayang aldeia, na China. Moradores do bairro chamaram de “carro zumbi” ou “jiangshiche”, um termo que tem sido usado para chamar veículos abandonados na China. Foto do carro zumbi em particular se tornou viral na rede social Weibo da China.

O Mercedes de Juan Manoel Fangio – U$ 30 milhões !

Um carro de corrida Mercedes-Benz 1954  foi vendido por  30 milhões de  dólares num leilão na Inglaterra nesta sexta-feira.
Este é o preço mais alto já pago por um carro em um leilão público. Até hoje, o recorde havia sido uma  Ferrari 1957 Testa Rossa Prototype , que foi vendida em um leilão na Califórnia, em 2011, para 16,4 milhão dólares.



Este carro, em particular, ganhou duas dessas provas. Foi dirigido pelo lendário argentino,piloto Juan Manuel Fangio e é o único W196 de corrida que não esta atualmente alojado em um museu ou é propriedade da Mercedes-Benz.

O carro de Fórmula 1 Mercedes W196R, alimentado por um motor de 8 cilindros de 2.5 litros, fazia parte de um grupo de carros de corrida que venceu nove etapas  do Campeonato do Mundo-qualificação Grand Prix em 1954 e ’55.


Volkswagen na China : ideias para já!

Um ano atrás Volkswagen lançou seu “projeto “carro do povo” onde pessoas podia submeter ideias.Hoje um ano depois 119.000 ideias foram recebidas e analisadas.Uma delas em especial é o Hover Car.Melhor do que explicar é ver o video abaixo.O “carro” flutua sobre o chão utilizando rede de ruas ou estradas eletromagnéticas.É o futuro logo ali. One year ago Volkswagen launched its online People’s Car Project in China where people could submit ideas. Today, 119,000 ideas are submitted, one of them is the Hover Car. The Hover Car is an environmentally-friendly two-seater city car that hovers just above the ground. It’s a study of a zero-emissions vehicle that could in future travel along electromagnetic road networks.

Batida frontal entre um "rabo de peixe -1959" e um carro moderno – 2009 -crash test

Carros antigos tem a fama de ser “ferro puro”,sem chance numa batida frontal com
um veículo mais moderno.Veja o que acontece no entado no interior dos automóveis
testados.O efeito “casca de amendoim”,criado pela Volvo é demonstrado no video,
onde o exterior (lataria -casca) é destruído,ficando no entanto preservado o interior
(passageiros-amendoim).
Who is the “stronger”? An old 1959 car or a 2009 model.See the video:

Os velocímetros da Chevrolet / The speedometrer of Chevrolet.

1Chevrolet truck (1941)
2Chevrolet truck (1947)
3Chevrolet (1949)
4Chevrolet Bel Air (1956)
5Chevrolet Nomad (1957)
6Chevrolet Apache truck (1959)
7Chevrolet Impala (1959)
8Chevrolet Viking truck (1960)
9Chevrolet Chevy Nova (1966)
10Chevrolet Camaro (1967)
11Chevrolet Corvette (1968)
12Chevrolet Camaro (1969)
13Chevrolet Chevy Nova (1970)
14Chevrolet Monte Carlo (1970)
15Chevrolet Silverado (1985)
16Chevrolet Venture (2000)
17Chevrolet Corvette (2003)
18Chevrolet Cobalt (2008)
19Chevrolet Cruze (2008)
20Chevrolet HHR (2008)
21Chevrolet Malibu (2009)
22Chevrolet Spark (2010)
23Chevrolet HHR (2011)
24Chevrolet Sonic (2011)

Enc: Porque não temos carros elétricos no Brasil?

Enviado pelo amigo Silvio L.

click in the tittle to see it in english.
Recentemente, a equipe do HypeScience teve o prazer de dirigir o Nissan LEAF,
 um carro 100% elétrico, com zero emissão de carbono.

Ele já foi lançado e premiado em vários cantos do mundo (Japão, EUA e Europa),
mas não no Brasil, assim como outros elétricos, como o principal concorrente do LEAF,
o híbrido Prius, da Toyota. Por quê?
Segundo a Nissan, o LEAF não tem previsão de ser lançado no Brasil por que a legislação brasileira não favorece carros elétricos. Não há nenhum incentivo tributário à produção, comercialização e licenciamento de veículos elétricos aqui, o que acontece em outros lugares do mundo – graças ao conceito ambiental ligado aos carros elétricos, que não prejudica tanto o meio ambiente.
Montadoras como a Nissan, Renault, Mitsubishi e General Motors tentam pressionar
o governo brasileiro a conceder benefícios para os modelos elétricos e híbridos, mas a situação é completamente inversa: os elétricos pagam 25% de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), porque nossa legislação não prevê carros sem motores a pistão.Isso significa que o governo enquadra o elétrico da mesma forma que um superesportivo com motor V12.

Segundo o ex-prefeito de Curitiba, e atual secretário estadual do planejamento no governo do Paraná, Cássio Taniguchi, isso é um absurdo. “A legislação brasileira compara os elétricos como ‘carros para ricos’. Temos que mudar isso o mais rápido possível, o governo já está querendo facilitar essa comercialização”, diz.
Taniguchi aprova os elétricos, acreditando que eles podem ser o futuro. “É a grande jogada, eles são a solução”, complementa.
A Nissan diz que a carga tributária brasileira agregada ao preço final do produto é desproporcional e torna inviável a comercialização do Nissan LEAF. O IPI de veículos elétricos é o mesmo dos veículos mais poluidores a combustão: 25%.A contribuição ao Programa de Integração Social (PIS) e Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) é de 11,6%. O ICMS varia entre 18% e 19% dependendo do estado, enquanto o IPVA, apesar da isenção em sete estados, pode atingir até 4% em outros.
Outros países, como Portugal, Espanha, Japão e Austrália estão incentivando os elétricos, por causa dos seus benefícios.
Portugal, por exemplo, estabeleceu a tributação dos automóveis com base nas emissões de poluentes e não de acordo com valor do bem. O Japão estuda uma forma mista, considerando o valor do carro e as suas emissões.

O veículo elétrico gasta menos do que o carro convencional para percorrer o mesmo trajeto, e o fato de ser de propulsão elétrica é vantagem para a matriz energética brasileira, baseada na energia gerada por usinas hidrelétricas que, além de abundantes, são consideradas fontes limpas.
Sendo assim, podemos dizer que estamos muito atrasados; está na hora do Brasil reconhecer as vantagens dos veículos elétricos, e permitir que cada cidadão faça sua escolha. O que você acha? Você compraria um carro elétrico?

Outro questionamento: o seu deputado apoia ou é contra a evolução de tecnologia visando menos ruído,
poluição e dependência do petróleo?