O café – quando ele é amargo…

O café é uma complexa sopa química, e muitos de seus componentes, incluindo alguns que produzem adstrigência e também alguns ácidos, são responsáveis pelo amargor da bebida.

A variedade do grão, o modo como ele é processado e torrado, o método de fermentação, a

temperatura e até os componentes químicos presentes na água usada na preparação também

influenciam para o gosto amargo da bebida.

Algum grau de amargor é desejável no café, segundo os especialistas porque isso reduz a percepção de acidez, produzindo sabor mais equilibrado.

Entre as substâncias químicas possivelmente implicadas com o amargor do café estáo os

alcalóides quinino e trigonelino, os ácidos cafeínico, clorogênico, cítrico, málico, láctico,

pirúvico e acetico, o 5-hidroximetilfurfural,o metil-furano,o furfurlimercaptano,o pirazina,o

tiazol, a quinolina, a fenilpirídina e a própria cafeína.

Segundo pesquisas, o amargor pode ser reduzido utilizando água que contém substâncias minerais.

A fermentação a altas temperaturas também reduz o amargor do café, talvez porque os químicos mais aromáticos sejam liberados, anulando os mais amargos.

Anúncios

O que elas detestam…nos homens.

Pesquisa séria efetuada por agência para a revista abaixo,com um “monte” de mulheres aponta:
O que o homem não pode apresentar nunca
1º. Mau hálito – 40% das mulheres
2º. Unha suja – 19%
3º. Pêlo saindo do nariz – 18%
4º. Rodelas de suor debaixo do braço – 6%
5º. Pêlos em excesso no corpo – 6%
6º. Muito cravo no nariz – 4%
7º. Monocelha – 3%
8º. Dente amarelado – 2%
9º. Perfume demais – 2%
10º. Roupa com respingo de molho – 1%*

*Calos na mão ficou com 1% também.

Fonte: Revista VIP