A gripe que anda por aí…the flu -where it comes from?

Porcos, aves (pássaros diversos,frango),cavalos e até mesmo morcegos são responsáveis pelas variações dos vírus da gripe que rodam pelo mundo… obs: o tamanho do texto está diretamente ligado a taxa de fatalidade do vírus. letras claras indicam que raramente infectam seres humanos. Manter a distância adequada dos animais é a prevenção para os diversos tipos de gripe que ainda matam milhares todos os anos.

Anúncios

Porto Alegre – telefones e informações úteis

Telefone(s) Úteis em Porto Alegre:
Transportes Aeroporto Internacional Salgado Filho Fone: 3358 2000

Estação Rodoviária Fone: 3210 0101
Telentrega de bilhetes: 3210 0101 http://www.rodoviaria-poa.com.br/

Trensurb (metrô de superfície) Fone: 3371 5000

Empresa Pública de Transporte e Circulação – EPTC Informações sobre linhas de ônibus e lotações Fone: 118 / 3289 4220

 Saúde: Hospital de Pronto Socorro Fone: 3289.7600 / 192 (SAMU – ambulâncias)
Informações Toxicológicas Fone: 3223 6110
 Segurança: Corpo de Bombeiros Fone: 193
                   Brigada Militar Fone: 190
                   Polícia Civil Fone: 194 / 3288.2400
                   Polícia Rodoviária Federal Fone: 3374.0304 / 3375 9700
                   Polícia Rodoviária Estadual Fone: 3339 6799 / 3288 4334
                   Delegacia de Estrangeiros (Polícia Federal) Fone: 3358 9000 R. 9070/ 9071
                   Delegacia de Acidentes Fone: 3217 2411 R. 2281/ 2282
Serviços: Prefeitura de Porto Alegre Fone: 156
Auxílio à Lista Telefônica Fone: 102
Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos Fone: 0800 57 00100 Telegrama Fonado – 0800 57 00100 Defesa do Consumidor (PROCON) Tel. (51) 151 / 3286.8200
Serviço de Atenção ao Turista – SAT Fone: 0800 51 7686 / (51) 3333 1873 / 3358 2047

Telefone(s) Úteis em Canoas: Água e Esgoto: 3472-1242 Bombeiros: 193 ou 3472-1220 Brigada Militar: 190 Posto de Saúde: 3472-2182
Localização das Delegacias e Postos Policiais Centro de Operações: Endereço: Rua Siqueira Campos, 40 Bairro: Centro Telefone: 3472-4647 ou 3476-4999
DEFREC – Delegacia de Defraudações Endereço: Rua Siqueira Campos, 40 Bairro: Centro Telefone: 3472-4647 ou 3476-4999
 1º Delegacia de Polícia Endereço: Rua Siqueira Campos,40 Bairro: Centro Telefone: 3472-4877 ou 3472-1133
2º Delegacia de Polícia Endereço: Rua Júlio de Castilhos, 293 Bairro: Niterói Telefone: 3475-2350
3º Delegacia de Polícia Endereço: Rua Boqueirão, 1557 Bairro: Igara Telefone: 3477-1888/ 3477-0983/ 3477-0920
4º Delegacia de Polícia Endereço: Rua Edgar Fritz Muller, 83 Bairro: Rio Branco Telefone: 3477-2645 ou 3437-2237
 Energia Elétrica – AES SUL Telefone(s): 0800-7077272

Anatel Telefone(s): 133
Guarda Municipal Telefone(s): 153
Secretaria dos Direitos Humanos da Criança e do Adolescente Telefone(s): 100
Vigilância Sanitária Telefone(s): 150
Procon Telefone(s): 151
Detran Telefone(s): 0800-5103311
Correios Telefone(s): 3003-0100
SAMU – Serviço de Atendimento Móvel de Urgência Telefone(s): 192
Polícia Federal Telefone(s): 194
Bombeiros Telefone(s): 193,34721220
Serviços de Transporte Público Telefone(s): 118
Polícia Rodoviária Federal Telefone(s): 191
Iluminação Pública Telefone(s): 3462-1638
 Hospital Pronto Socorro Canoas Rua Caçapava, 100 Matias Velho, Telefone(s): 3415-4500
Água e Esgoto – Corsan Rua Frei Orlando, 115 Centro, Telefone(s): (51) 3472-1242

Internet: onde "rolam" mais informações…internet users today

Você pode ver aqui quais países tem mais usuários quais tem menos e o quanto
a utilização deste meio de comunicação cresceu ao redor do mundo na última
década (em inglês).
You can see which  countries currently have the most internet users, which have the fewest, and how usage has grown around the world over the past decade.

Filtros solares- 10 marcas & 8 reprovadas…Leia!

Enviado pr e-mail pelo colaborador Silvio L.

Apenas dois filtros solares passam em teste.
Cinco das dez principais marcas de protetor solar em loção vendidas no País não são resistentes à radiação, segundo pesquisa da Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Pro Teste).
Os produtos, entre eles Nivea e Sundown, perdem até 50% do FPS (fator de proteção aos raios UVB, responsáveis pelo câncer de pele) quando expostos a uma hora de sol.
Na avaliação global, oito marcas das dez analisadas foram reprovadas por também não resistir à água ou não bloquear raios UVA, ligados ao envelhecimento da pele.

Apenas os protetores L’Oréal Solar Expertise e o Cenoura & Bronze foram aprovados.

A avaliação global dos produtos é uma média das notas em cada um dos quesitos. O FPS é responsável por bloquear os raios UVB, que são mais fortes entre 10 horas e 16 horas, período não recomendado para exposição prolongada ao sol.
São os principais responsáveis por câncer de pele, queimaduras e vermelhidão.No teste de fotoinstabilidade, o FPS dos produtos foi medido antes e depois da exposição a uma temperatura de 40ºC.
50% do seu FPS. Todos os protetores analisados são de fator 30. Após uma hora de uso, eles caíam para FPS 15. “O segundo pior foi o La Roche Posay, que manteve só 62% de sua proteção.
As marcas Avon, La Roche-Posay, Nivea, Banana Boat e Sundown foram reprovadas.

Isso não quer dizer que os produtos não oferecem proteção aos raios UVB, explica a pesquisadora, e sim que têm pouca resistência à luz e ao calor. Além de instável à exposição solar, o Coppertone declarou um fator de proteção (30), maior do que o medido (25). Todos as embalagens mencionavam resistência à água, mas após imersão de meia hora, a proteção do produto da Natura caiu para 30% do FPS inicial, por exemplo. O Sundown caiu para 55%. Para o especialista em foto proteção e professor da Faculdade de Medicina da USP, Sérgio Schalka, a diminuição do FPS é natural. “Mesmo os produtos que se declaram resistentes à água perdem, após 40 minutos de imersão na água até 50% do FPS.”As oito marcas de protetor solar avaliadas pela Pro Teste discordaram do resultado da pesquisa e informaram que seus produtos foram submetidos a testes científicos, aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e liberados para o comércio.
Todas as empresas afirmaram que não tinham conhecimento do estudo. A L”Oréal Brasil, que representa a La Roche-Posay disse que desconhece qual “a instituição que realizou os testes” e os critérios utilizados.A Nivea Brasil, fabricante do Nivea Sun Loção Solar Protetora informou que, como não teve acesso ao estudo, “não pode avaliar, em profundidade, detalhes sobre a metodologia e resultado do mesmo”. Destacou ainda que todos os produtos da empresa são desenvolvidos sob protocolos globais de qualidade e que a loção solar protetora FPS 30 atende às exigências dos órgãos regulamentadores.A assessoria de imprensa da Johnson & Johnson, que representa a marca Sundown, divulgou que só tomou conhecimento da análise da Pro Teste na tarde de ontem. A empresa ainda afirma que “estranha os métodos utilizados” e que usa, na formulação do protetor, uma combinação de filtros que garante a proteção UVA/UVB.Metodologia
A Natura, que teve seu produto avaliado como ruim na proteção aos raios UVA, afirmou que a análise da Pro Teste difere da adotada pela Natura. E que tecnicamente não é possível compará-los, “pois fazem uso de metodologias e controles diferentes”. O Estado não localizou o representante da Sun Pharmaceuticals, fabricante da marca Banana Boat. Valdir Oliveira, gerente de vendas da Arcom S/A, importadora oficial do Banana Boat Bloqueador Solar Ultra, afirmou que neste ano a empresa não comprou a linha analisada.A Mantecorp, fabricante do Episol Loção Oil Free e do Coppertone, disse que seus produtos seguem padrões de qualidade nacionais e internacionais. a Avon, do produto Avon Sun, divulgou que a Anvisa não obriga “mencionar na rotulagem a indicação do fator de proteção UVA”. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

Biblioteca Digital Mundial -World Digital Library (click aqui- clickable)

subtraído do site: http://mancandolivre.blogspot.com

Biblioteca Digital Mundial – onde você pode navegar por Lugar-Período-Tópico e outras alterna
tivas -Fácil de navegar e super útil!
World Digital Library – you can browse by Place-Time-Topic and others alternatives-easy and
very useful.

Vai enfrentar o bisturi?

Era para operar uma hérnia, mas acabaram abrindo o fígado.
Nos EUA, cerca de 40 cirurgias erradas são realizadas por
mês.
Para evitar que isso aconteça, o jornal New York Times
dá quatro dicas para que você não acorde com um curativo
no lugar errado ou sem uma parte sã do seu corpo.
1.Diga o seu nome completo para os médicos e enfermeiras
que estão na sala cirúrgica. Antes que você durma.

2.Confira as informações na sua pulseira de identificação.

3.Peça para a enfermeira, o anestesista ou o médico olhar
a sua ficha e dizer o que está escrito nela.

4.Não tenha vergonha de parecer descortês.Se lhe perguntarem
se seu nome é Marco Silva e na verdade você se chamar
Marcos Silva, arme um barraco.

fonte :Jornal Zero Hora de 15/11/2009

Revista Veja – todas edições /acervo

#yiv1984830831 v\:* { }
#yiv1984830831 v\:* { }

Todas as edições da revista
Veja dos últimos 40 anos à
sua disposição!!!

Este é um Link de acesso à todas as revistas Veja, editadas pela
Abril nesses últimos 40 anos. Da capa à contra-capa, incluindo
todas as páginas.
É um trabalho impressionante e creio que servirá como fonte de
consulta e garimpagem de dados para efetivação de eventuais
trabalhos de pesquisa.
Todas as edições de VEJA poderão ser consultadas na íntegra
na web
A revista VEJA abre todo o seu acervo de 40 anos de existência
na internet.
Todas as edições poderão ser consultadas na íntegra em
formato digital no endereço
A revista liberou o acervo em comemoração ao seu
aniversário de 40 anos. A primeira edição de VEJA
foi publicada em 11 de setembro de 1968.
O sistema de navegação é similar ao da revista em papel:
o usuário vai folheando as páginas digitais com os cliques
do mouse.
O acervo apresenta as edições em ordem cronológica, além
de contar com um sistema de buscas, que permite cruzar
informações e realizar filtros por período e editorias.
Também é possível acessar um conjunto de pesquisas
previamente elaborado pela redação do site da revista,
com temas da atualidade e fatos históricos.
Com investimento de R$ 3 milhões, o projeto é resultado
de uma parceria entre a Editora Abril e a Digital Pages
e levou 12 meses para ficar pronto. Mais de 2 mil edições
impressas foram digitalizadas por uma equipe de 30 pessoas.
. O banco Bradesco patrocinou a iniciativa.

__._,_.___
.
__,_._,___
.