Salvando os golfinhos-Saving the Dolphins life(Hello Faroe Islands !!)

People just know what to do…As pessoas sabiam o que deveriam fazer…

Quase 30 golfinhos salvos na segunda-feira de manhã em Arraial do Cabo, mas atenção: arrastar os golfinhos pela cauda pode causar lesões sérias, até a morte.
Almost 30 Dolphins saved by tourist and local people at Arraial do Cabo (Brasil) at 8:00 AM on March 5th 2012. (and that’s not the correct way to do it!)
Eu aproveito para perguntar: Na Dinamarca, o massacre dos golfinhos que ocorre todo ano…até quando? Video do Youtube mostra os selvagens em ação e ainda dizem que são de 1º mundo! (não assista se for menor ou sensível para as imagens)
http://youtu.be/S60tQXnSJuo

As "fotos"e flagrantes de hoje…maybe you like it…






Vício é vício – Alemanha.




“não alimente”




Cada pai…mãe…





Bus stop for athletes only.
Ponto de ônibus,só se você “estiver em forma.”




Like a Boss.





naquele tempo atleta fumava…
smoking and ridding…





Ele é brasileiroe não desiste nunca!



Aquarela -Nascer,viver-ir embora… Aquarela-Born,live and go away…

//www.youtube.com/get_player
Aquarela -ligue o som/turn on the sound…
(also in english – below)

Numa folha qualquer Eu desenho um sol amarelo
E com cinco ou seis retas É fácil fazer um castelo
Corro o lápis em torno da mão
E me dou uma luva
E se faço chover
Com dois riscos tenho um guarda chuva
Se um pinguinho de tinta Cai num pedacinho azul do papel
Num instante imagino Uma linda gaivota a voar no céu
Vai voando, Contornando a imensa curva norte sul
Vou com ela viajando
Havaí, Pequim ou Istambul
Pinto um barco a vela,Branco, navegando,É tanto céu e mar num beijo azul
Entre as nuvens vem surgindo Um lindo avião rosa e grená
Tudo em volta colorindo
Com suas luzes a piscar
Basta imaginar e ele está partindo,Sereno, lindo,
E, se a gente quiser,
Ele vai pousar
Numa folha qualquer Eu desenho um navio de partida
Com alguns bons amigos Bebendo de bem com a vida
De uma América a outra Consigo passar num segundo
Giro um simples compasso E num círculo eu faço o mundo
Um menino caminha E caminhando chega num muro
E ali logo em frente A esperar pela gente o futuro está
E o futuro é uma astronave Que tentamos pilotar
Não tem tempo nem piedade Nem tem hora de chegar
Sem pedir licença Muda nossa vida E depois convida
A rir ou chorar
Nessa estrada não nos cabe Conhecer ou ver o que virá
O fim dela ninguém sabe
Bem ao certo onde vai dar
Vamos todos numa linda passarela
De uma aquarela Que um dia enfim
Descolorirá
Numa folha qualquer Eu desenho um sol amarelo(que descolorirá)
E com cinco ou seis retas
É fácil fazer um castelo(que descolorirá)
Giro um simples compasso
E num círculo eu faço o mundo(que descolorirá)
Corro o lápis em torno da mão
E me dou uma luva

In any leaf
I draw a yellow sun
And with five or six straight
It’s easy to make a castle
I run the pencil around the hand
And give me a glove
And if I make it rain
With two risks have an umbrella
If a drop of ink
Falls into a blue piece of paper
In a moment imagine
A beautiful seagull flying in the sky
Go flying
Skirting the vast north-south curve
I’m traveling with her Hawaii, Beijing and Istanbul
Paint a sailboat, White, sailing,
It is both sky and sea blue a kiss
The clouds are appearing
A beautiful pink and maroon plane
All around coloring
With its lights flashing
Just imagine and he is leaving, Serene, beautiful,
And if we want,
He will land In any leaf
I draw a ship departure
With some good friends Drinking well with life
From one American to another
I can pass a second
Turning a simple compass
And I do a round the world
A boy walks
And walking comes at a wall
And there right in front
The wait for us the future is
And the future is a spaceship
We try to fly
No time or mercy Nor has time to get
Without permission
Changes our life And then invites
A laugh or cry This road is not ours
To know or see what’s coming
The end of it nobody knows
Well for sure where it ends
Let us all in a beautiful walkway
A watercolor
That one day short
Discolor In any leaf
I draw a yellow sun (which discolor)
And with five or six straight
It’s easy to make a castle (which discolor)
Turning a simple compass
And I do a round the world (which discolor)
I run the pencil around the hand
And give me a glove (which discolor)

Gênero Animação
Diretor André Koogan Breitman, Andrés Lieban
Ano 2003
Duração 5 min
Cor Colorido
Bitola Vídeo
País: Brasil
Local de Produção: RJ
Com trilha homônima de Toquinho, Vinicius, Morra e Fabrizio,
o filme faz uma metáfora entre a vida, do nascimento à morte,
e uma pintura de aquarela que, com o tempo, descolore.

Ficha Técnica
Produção Tony Gil Fotografia Andrés Lieban Roteiro Marilia Pirillo, André Koogan Breitman Edição Andrés Lieban Direção de Arte Andrés Lieban Animação Andrés Lieban Som Toquinho Edição de som Alberto Ranellucci Produção Executiva André Koogan Breitman Música Sincronizada Vinicius de Moraes, Toquinho, M. Fabrizio, G. Morra

Prêmios
2º Lugar Júri Popular – Melhor Animação Infantil no Anima Mundi 2003
Liv Ullman Peace Prize no Chicago International Kids 2003

Festivais
Carrousel International du film de Rimouski 2004
Festival de Gramado 2003
Mostra Ano Brasil na França 2005
Cine PE 2003

Este e muitos outras curta metragens no site:
http://www.portacurtas.com.br

Qualidade de Vida ? Quality of life?

“mas nós não pedimos anchovas! “

“Delivery”,ou , serviços de entrega,era coisa de pizzaria, botequim ou lanchonete.
Hoje, nas grandes metrópoles do mundo quase todos os restaurantes,
não mais se recusam a entregar seus pratos em domicílio.
Até mesmo um McDonald´s que proclamava ser uma heresia
mandar entregar seus sanduíches,
afirmando que depois de alguns minutos, os já prontos e
não consumidos nas lojas eram arremessados ao lixo porque
perdiam suas características básicas, hoje possui um batalhão
de entregadores, cruzando essas cidades, permanentemente.
Só que a situação está se agravando .Segundo pesquisa realizada
nos Estados Unidos pela Associação Nacional dos Restaurantes,
nas grandes metrópoles daquele país, constatou-se que mais de 40%
dos executivos não se levantam mais de seus espaços de trabalho
para almoçar.
Mandam vir algum tipo de alimentação e comem entre canetas,
papéis e computadores.
Nos raros dias em que saem de seus escritórios, é para aproveitar
a hora do almoço para algumas compras ou outras providências
que não têm como realizar em outro momento.
Já quase 3% dos entrevistados foram incapazes de se lembrar
quando tinham almoçado de verdade, pela última vez. E muitos
deles fazem o café da manhã, o almoço e o jantar (até mesmo o
lanche da madrugada) sem sair de suas mesas…
A pesquisa mostrou que aqueles que ainda conseguem sair para
almoçar, reduziram o tempo de almoço das antigas duas horas,
para no máximo uma. E os que comem lanches, já se revelam im-
pacientes após quinze minutos.Muitos cogitam instalar microondas
em seus automóveis…
Em algum momento no futuro, ainda a tecnoligia conseguirá demonstrar
que verdadeiramente nos trouxe mais qualidade de vida…

Delivery sevices used to be only for scond-class pizzerias, bars or coffee shops. Today, in the major cities of the world, almost all restaurants -no longer refuse to deliver their dishes to their clients homes or offices.
Even McDonald´s used to declare that it was heresy to deliver its sandwiches , saying that those
that were not consumed within a few minutes of their preparation were simply thrown away because theylost their basic characteristics . Today they have a whole army of delivery boys permanentlycruising the city.
But things are going worse. According to a survey carried out in the United States by the National Restaurant Assosiation, over 40% of all executives in the major cities of that country no longer leave their workplace to have lunch.
They order something and eat it surrounded by pens, papers and computers. On those rare occasions that they leave their offices during launchtime, they do so only in order to do some sho
pping or run errands for which they would otherwise not have time.
Almost 3% of those interviewed could not remember when the last time was that they had really sat down and had lunch.Many of them have breakfast, lunch, dinner and even their midnight snack without leaving their desks… The survey also revealed that those who still manage to go out for lunch have reduced their lunchtime from the former two hours to just one hour, at most.
And those who eat fast food already vecome restless after fifteen minutes. Many of them have
even considered getting a microwave oven installed in their cars.
Perhaps someday it will be proven how technology has truly added more quality to our lives…

texto por – text by francisco Alberto Madia de Souza

Avalanche – quase morte! almost die!

Um video que mostra o poder e força da natureza em forma de Avalanche!
Esquiador com câmera no capacete é pego no meio de uma gigantesca
avalanche e acaba debaixo de centenas de quilos de neve que se compac
taram em torno de seu corpo…a única parte que ficou para fora:
sua mão que facilitou a locali zação…vale a pena ver como é terrível
ser pego por este fenômeno da natureza…
Avalanche caught on helmet cam!

Incrível parque : Só no Japão ! "only in Japan!"








Enviado pelo amigo Silvio L.
Na Primavera (em maio) em alguns parques do norte do Japão, na província de Hokkaido, florescem essas flores cor de rosa de um gramado chamado “gramado sakura”(shiba sakura, por que lembram as flores de cerejeiras), formando um tapete rosa, é uma paisagem deslumbrante.
Fonte: Luckyinlife.multiply.com

Um ganso de muita sorte! Lucky Goose!

Here is the world’s first bionic Goose. The two-week old gosling was found with a broken leg, but vets did not have the heart to put it down.
Instead, they decided operate the young creature, named Betty, to give her a bionic leg.

She was fitted with steel pins, nuts and bolts to build a leg brace which soon got her back up and waddling around.

The orphan, found at Watermead, Buckinghamshire, has already learned to walk again at nearby Tiggywinkles Wildlife Hospital.

It was fitted with steel pins, nuts and bolts to build a leg
Este é o primeiro ganso biônico. Quando completou duas semanas de idade ele  foi encontrado com uma perna quebrada, mas os veterinários não tiveram coragem de sacrificar o bichinho.
Em vez disso, eles decidiram operar a jovem criatura, chamada Betty, dan-do-lhe uma perna biônica.

Foram colocados pinos de aço, porcas e parafusos para reconstruir a perna além de uma braçadeira para
sustentar a articulação e o membro do ganso.
O órfão, encontrado em Watermead, Buckinghamshire, já aprendeu a andar novamente e vive no Tiggywinkles Wildlife Hospital.

Enc: SUPERAÇÃO

Recebido por e-mail do amigo Alexandre P. Valeu Alexandre!

Maybe in english the correct word is Overrun isn’t it?

Superação é poder fazer acontecer com as ferramentas que temos em mãos.

Superação é trabalhar da melhor forma possível independentemente do que pensem ou falem.


Superação é irmos além do que os outros acham que somos capazes.

Tenha uma boa semana.

Have a nice week.