Método chinês – novas gerações – O que a China faz hoje!

Primeiro, a China decidiu tornar-se um gigante industrial, em seguida, uma superpotência econômica e militar.
Então, você não deve surpreender-se no próximo passo: melhorar ainda mais a evolução e a inteligência das novas gerações chinesas.
 Eles estão fazendo isso de duas maneiras: a primeira não é controversa.
A China está investindo maciçamente em educação.
 Keith Bradsher do The New York Times escreveu : A China está fazendo um investimento de 250 bilhões de dólares por ano em que os economistas chamam de capital humano. Assim como os Estados Unidos ajudaram a construir uma classe média de “colarinho branco” no final de 1940 e início dos anos 1950, usando o GI Bill para ajudar a educar milhões de veteranos da Segunda Guerra Mundial, o governo chinês está usando grandes subsídios para educar dezenas de milhões de jovens de acordo como eles se mudam de fazendas para as cidades.

 E isso parece estar funcionando (embora, como alguns apontam, a quantidade não é o mesmo que qualidade – e que, à semelhança dos Estados Unidos e Europa, a China já está enfrentando um excesso de licenciados que não conseguem encontrar emprego).
 Mais uma vez, a partir de artigo de Bradsher : Em números absolutos o impulso educacional da China, uma nação de mais de 1,3 bilhões de pessoas, é potencialmente de tirar o fôlego.
 Na última década, a China dobrou o número de faculdades e universidades, para 2409. Recentemente, em 1996, apenas um em cada seis chineses de 17 anos de idade se formou no colegial. Essa foi a mesma proporção nos Estados Unidos em 1919. Agora, três em cada cinco jovens chineses tem graduação no ensino médio, comparado aos Estados Unidos em meados dos anos 1950.
 A China está a caminho de alcançar dentro de sete anos os Estados Unidos na “taxa de conclusão do ensino médio atual de 18-anos de idade de 75 por cento – apesar de uma maior proporção de americanos do que chineses que depois voltam e terminam o ensino superior.
 Quadruplicando sua “produção de graduados universitários” na última década, a China já produz oito milhões de graduados por ano a partir de universidades e faculdades comunitárias. […] Até o final da década, a China espera ter cerca de 195 milhões de graduados em colégios da comunidade e com curso superior – em comparação com não mais do que 120 milhões nos Estados Unidos.

  O segundo método é mais controverso. De acordo com este artigo por Eror Aleks publicado em VICE, a China está trabalhando para tornar o seu povo mais inteligente por engenharia genética:

No BGI Shenzhen ( http://en.wikipedia.org/wiki/Beijing_Genomics_Institute ) , os cientistas coletaram amostras de DNA de 2.000 de pessoas mais inteligentes do mundo e estão fazendo o seqüenciamento seus genomas inteiros, na tentativa de identificar os alelos que determinam a inteligência humana. Aparentemente, eles não estão longe de encontrá-los, e quando conseguirem, a seleção de embriões permitirá aos pais escolher o seu mais brilhante zigoto e, potencialmente, ampliar a inteligência de cada geração de cinco a 15 pontos ( QI).

 Eror entrevistou o psicólogo evolucionista Geoffrey Miller que declarou que as pessoas inteligentes foram sendo recrutados, através de conferência científica e de boca em boca, para contribuir com seu material genético a ser seqüenciado de modo que os genes para a inteligência pudessem ser identificados ,( e mais tarde, usado para determinar o potencial de inteligência de embriões).

O que isso significa em linguagem humana?
 Qualquer casal pode potencialmente ter vários ovos fertilizados em laboratório com o esperma do pai e os ovos da mãe. Então você pode testar vários embriões e analisar qual vai ser o mais inteligente. Aquela criança que nascer desse casal como se a tivessem, naturalmente, seria a mais inteligente, se o casal fosse capaz de produzir 100 crianças. Não é a engenharia genética ou a adição de novos genes, são os genes que os casais já têm. 

 E ao longo de várias gerações isto é capaz de multiplicar exponencialmente a inteligência da população? Certo. Mesmo que isso só aumente a inteligência da criança numa média de cinco pontos de QI, a diferença é enorme em termos de produtividade econômica, competitividade do país, quantas conquistas alcançarão, como seus negócios serão executados e como inovadora a a economia será.

Nota:Com relação ao segundo método não concordo que isso seja “natural”. Acho que estão “mexendo” numa parte da natureza e criarão aquilo que Adolf Hitler tentou na Alemanha. O tempo vai dar as respostas, quando estes seres, inocentes enquanto crianças, porém adultos “superiores” exigirem o seu espaço na sociedade chinesa e depois no planeta…

 links: http://www.nytimes.com/interactive/2013/01/16/business/In-Education-China-Takes-the-Lead.html?ref=business&_r=0

Imigração no mundo.Para onde vão? Migrants today

World Population: 6,853,328,460

Migrants in the world: 215,738,321

Almost 216 million people, or 3.15% of the world population, live outside their countries.

Click  on a country box to know more about migration flow to or from that  country.


População mundial 6.853.328.460
Imigração hoje: 215.738.321 (Pessoas vivendo fora de seus países ou 
3,15% da população mundial.)
Clique no quadrado onde aparece o nome do país para saber como e para onde
vão as pessoas.

http://peoplemov.in/#!

clique no link acima!

Uma micro-nação no meio do mar…

Governar o seu próprio país?
Uma micro-nação é uma área deterra reinvidicada por
uma ou mais pessoas para ser independente de toda e qualquer nação
no mundo.Algumas destas nações tem incríveis histórias de guerra,triunfo e independência
e ainda sobrevivem hoje, enquanto outras foram simplesmente abandonadas.
Sealand foi fundada em 1960 por um inglês e sua família, ao tomarem posse de uma fortifi-
cação anti-aérea (plataforma) no litoral da Inglaterra. Em 1970 uma tentativa de golpe foi tentadad na ilha por um cidadão de Sealand com ajuda externa. Sealand foi retomada com as forças armadas e os “conspiradores”foram feitos prisioneiros de guerra até que as negociações com as nações estrangeiras garantiram sua libertação. Mais recentemente, Sealand pegou fogo mas ninguém ficou gravemente ferido. Sealand desde então tem sido notícia de interesse internacional em relação ao seu status controverso de nação…

Have you ever wanted to rule your very own country? A micronation is an area of land claimed by one or more persons to be independent from any major recognized nation in the world. Some of these have incredible histories of war, triumph and independence and still survive today, while others have long since been abandoned
Sealand was established in the 1960s an Englishman and his family took possession of an abandoned anti-aircraft platform off the coast of Britain and declared it to be the Principality of Sealand. In the1970s a coup attempt was made and the island was taken over by one citizen of Sealand with outside assistance. Sealand was retaken with armed forces and its overthrowers were held for a time as prisoners of war until negotiations with foreign nations secured their release. More recently, Sealand caught fire though no one was seriously injured. Sealand has since been of international news interest in relationship to its controversial status as a data haven.