Conheça o barco energizado pelo sol /First electrical engine boat.

O primeiro barco movido a energia solar a navegar ao redor da terra,o “PlanetSolar’s TÛRANOR,navega
com um motor elétrico,silenciosamente e sem poluir.O barco tem duas missões a cumprir.O primeiro obje-
tiv é mostrar que as tecnologias atuais são efetivas e utilizáveis.O segundo objetivo é avançar na pesquisa
científica de energia renováveis.O maior bote movido a energia solar esteve em Miami,Cancun,Brisbane,
Hong Kong e esta a caminho do Vietnam.Medindo 101 pés de comprimento e 49 pés de largura,no valor
de U$ 26 milhões ,o Tûranor pode transportar confortavelmente 50 passageiros.O design -Suíço e a
construção alemã é movido por paineis solares.Estes paineis carregam dois motores elétricos,que podem
alcançar 34 km/h.Os paineis podem estocar energia suficiente para manter o barco em clima sem sol por
três dias. O excesso de energia é armazenado em uma bateria de lithium-ion gigante.O nome do barco,
Tûranor é originado do filme “O Senhor dos Anéis”

.
PlanetSolar’s TÛRANOR is currently on its way to becoming the first solar-powered boat to circumnavigate the globe. Driven by a silent, pollution-free electrical engine that is powered exclusively by solar energy, the PlanetSolar team has two goals in mind. The first objective is to show that current technologies aimed at improving energy efficiency are reliable and effective. The second is to advance scientific research in the field of renewable energy. The world’s largest solar-powered boat has already been to Miami, Cancun, Brisbane, Hong Kong and just made its way to Vietnam. Measuring around 101 feet long and 49 feet wide, the $26 million TÛRANOR can comfortably transport 50 passengers. The Swiss-designed, German-built ship is powered by over 5,380 square feet of solar paneling. The panels power two electric motors, which can reach 15 miles per hour. The panels can also soak up enough stored energy to power the boat in cloudy weather for three days. The excess energy is stored in a giant lithium-ion battery. And, in case you were wondering how PlanetSolar came up the ship’s name, TÛRANOR is derived from the “Lord of the Rings”

A percepção da felicidade…

O sucesso é construído sobre conquistas materiais,
mas a felicidade é construída sobre percepções.

Muitas pessoas não percebem que os maiores tesouros já foram conquistados.

Fixam o olhar no que falta atingir e não desfrutam o que está ao lado
delas.
Os donos do futuro criam o amanhã e desfrutam o presente.
 A maneira de perceber o que se tem e o que se é define a sensação
de plenitude na vida. (felicidade?)

Uma pessoa que ganha um milhão de dólares por ano pode se achar pobre

porque, ao se comparar com bilionários, considera que ainda ganha pouco.

Por outro lado, alguém que recebe mil dólares por mês pode se sentir

milionário porque consegue curtir cada centavo aproveitando a vida.

A maioria das pessoas, entretanto, luta por metas que não levam à

felicidade… Trabalham demais para juntar dinheiro e não conseguem

reservar o fim de semana para cuidar de si. Cuidam melhor da conta


bancária que da alma. Quantas pessoas perdem a vida correndo atrás de


miragens, vivendo a ilusão de que a próxima conquista é que vai levá-la à


felicidade? Com isso, acabam criando mais infelicidade para si mesmas e

para as pessoas que amam. Quando não estamos felizes, começamos a lutar

por conquistas que acreditamos que possam nos saciar.

Entramos em uma viagem voraz… Ninguém precisa de três carros para ser

feliz. Criamos objetos de desejo a todo momento.

Competimos no limite parater uma posição melhor na empresa.

 A maior parte das pessoas passa a vida

procurando sentir-se importante para ter a sensação do sucesso.

Mas sucesso sem qualidade de vida não é sucesso, é ilusão.

O sucesso só tem sentido quando é conseqüência do crescimento interior.

Portanto, procure o significado dos seus sonhos, das suas lutas. Reflita

sobre o caminho que você está percorrendo. Não deixe que o sucesso destrua

a sua felicidade.

Sucesso é conseguir o que você quer.

Felicidade é conquistar o que você precisa.

Roberto Shinyashiki, no livro “Os Donos do Futuro”

Agosto/2010

Foco nos fracassos ou nos sucessos?

Buracos-de-bala-em-aviões-ou-o-que-as-estatísticas-não-veem

post sobre percepção .

imagem from : www.aviapic.ch

Um estudo estatístico durante a Segunda Guerra Mundial, com a finalidade de blindar os aviões de combate nas áreas mais frágeis e evitar o aumento no número de baixas de soldados e aeronaves.O foco : examinar os aviões que retornavam às bases aéreas americanas.

O estatísco Abraham Wald detectou um padrão de áreas atingidas na fuselagem das aeronaves. Com pequenas variações, o sinistro era sempre numa área que pouco variava de um avião para outro.Determinado o padrão, Wald partiu para a formulação de um novo modelo de blindagem, que em primeira análise, sugeriria uma óbvia aplicação de mais proteção nas áreas mais constantemente atingidas.Para a surpresa geral, em sua apresentação de resultados do estudo, Wald teve um insight um tanto óbvio quanto brilhante.Sugeriu um modelo de blindagem que protegia diversas áreas das aeronaves, exceto todas aquelas em que eram mais frequentemente atingidas.Justificou sua conclusão pela percepção, ou pela falsa percepção que nos leva a enxergar as ações de planos de sucesso, sem saber se os planos de fracasso também adotavam o mesmo padrão de comportamento. Ou seja, se os aviões eram atingidos quase sempre no mesmo lugar e ainda sim voltavam para as bases, significava que era claro que as avarias naqueles locais não eram fatais.E que muito provavelmente, os aviões abatidos, e que não podiam ser avaliados, apresentariam buracos de bala em áreas distintas, daquelas estatisticamente, mais afetadas.Nos mostra claramente, que às vezes, ou sempre, devemos olhar mais para os fracassos, do que para os sucessos.
Fonte:: http://santaritta.org