Bactérias na sua escova ! What’s in your toothbrush?

Cerdas de sua escova de dentes…você deve mantê-la fora do WC (banheiro) e sempre fazer a higiene antes de utilizá-la. Na foto uma cerda ampliada no telescópio eletrônico,foto de Steve Gschmeissner.Eu particularmente utilizo água oxigenada para matar estas bactérias.
The bristles of your toothbrush as you’ve never seen. The electron microscope is needed to show foreign bacteria that settle along the hours.Picture of Steve Gschmeissner.

O seu celular…olha o que tem nele…what’s living in your cell phone…

Estudantes da Universidade de Surrey, realizaram uma experiência interessante- criaram um ambiente favorável para o desenvolvimento de bactérias a partir de impressões digitais na superfície de um telefone celular. Três dias depois houve o desenvolvimento de uma colônia. A maioria das bactérias – inofensivas, porém foram detectados estafilococos…

As part of a study in bacteria transmission, Simon Park asked undergraduates in his Practical and Biomedical Bacteriology class at the U.K.’s University of Surrey to imprint their cell phones onto petri dishes filled with a bacteriological growth medium and wait a few days to see what bloomed. The result? A glimpse at some darn dirty devices.

Подробнее – на сайте “Дуделка”, посмотри, не пожалеешь:http://www.doodoo.ru/gadget/15132-bacteria-on-phone.html

Pilhas e baterias no Brasil: tudo errado!

Pilhas e baterias são grandes agressores ao meio ambiente
e a destinação correta é definida pelo Conama.
A Resolução 257, de julho de 1999,complementada pela 263,
de novembro de 1999, disciplina o gerenciamento de pilhas
e baterias no território nacional.Porém…
“Quem de nós esta fazendo a sua parte?”

As pilhas e baterias que contenham chumbo, cádmio, mercúrio em sua
composição  devem, após o uso, serem entregues aos estabelecimentos
que as comercializam ou à rede de Assistência Técnica autorizada, que devem
 repassar aos fabricantes ou importadores para que sejam adotados os
procedimentos ambientalmente adequados.
Os brasileiros, ao contrário das latinhas de alumínio, não reciclam as
pilhas e baterias…96% delas não são entregues conforme acima e acabam
indo para o lixo comum,

O texto apresenta ainda, as definições dos diversos tipos de pilhas e baterias e
estipula limites de concentração de chumbo, cádmio e mercúrio, que deverão ser
atendidos pelos fabricantes ou importadores.

A resolução prevê que as pilhas e baterias que atenderem aos limites previstos
poderão ser dispostas juntamente com os resíduos
 domiciliares, em aterros sanitários licenciados(o art. 13º permite que se joguem as pilhas
e baterias que atenderem aos limites previstos no art. 6º junto ao lixo doméstico, em aterros
 sanitários licenciados.A resolução não considera que 60% dos municípios do país não têm
aterro sanitário).

Não existia, a obrigação do consumidor final em devolver os produtos após o uso,
o que poderia  acarretar dificuldade aos que estão obrigados a coletá-los para
posterior tratamento.

A legislação somente tratava de obrigações que devem ser impostas aos considerados
“poluidores” ,ou seja, os fabricantes ou importadores, excluindo-se
os consumidores.  (??????????)
A Resolução 257/99 deveria ter estabelecido a quantidade mínima de pilhas e baterias,  objeto
de destinação final adequada, para cada uma que fosse fabricada ou importada.

Desde novembro de 2010,regras mais estritas para o recolhimento e destinação adequada das
pilhas e baterias estão valendo. 
A principal norma sobre o tema, a Resolução nº 401, do Conselho Nacional do Meio Ambiente
(Conama), de 5 de novembro de 2008, estabeleceu que em dois anos fabricantes e importadores
se tornariam responsáveis por reciclar ou tratar produtos que não têm mais uso para
o consumidor.  O desafio não é pequeno.  Independentemente de ser uma bateria de carro ou uma pilha de controle remoto, consumidores, distribuidores, fabricantes e importadores
agora têm responsabilidade compartilhada sobre o produto após seu uso.

Uma arraia revela o lixo dos nossos mares…

Pescadores japoneses pescaram uma arraia.Ao fazerem a limpeza de suas vísceras tiveram uma surpresa nada agradável: câmera fotográfica,garrafa,carteira de cigarros,
e muitos outros objetos na “barriga” do pobre animal.Reflexo daquilo que estamos fazendo com o planeta.A natureza um dia vai cobrar a conta…

Centro da cidade -Centrum-Downtown


Advertising Agency: Saatchi & Saatchi, Brussels, Belgium

Litter belongs in the trash bin, and nowhere else.
Fost Plus is a governmental organisation occupied with recycling waste in Belgium.

Problema de toda cidade grande…médias e pequenas também.”Lixo pertence à lata de
lixo não aos lugares próximos”.