ciclovias aquecidas…


No Brasil a maioria das cidades aguarda a construção de ciclovias eficientes para diminuir o fluxo de carros e demais veículos.Na Holanda onde o frio é extremo no inverno
dirigir um carro na neve e no gelo é perigoso. Pedalar nestas condições então… corre-se o risco de derrapar,cair e machucar-se seriamente.É por isso que o país está considerando ciclovias de piso  aquecidas com tubos subterrâneos.
Numa reportagem da  De Telegraaf  site de notícias, a União Ciclistas Holandeses informa da  possibilidade de pavimento aquecido por tubos subterrâneos em algumas ciclovias.Estes caminhos aquecidos induziria ciclistas  para utilizar mais as bikes,  reduzindo acidentes nas estradas com neve, e manter menos carros nas estradas.

A província holandesa de Utrecht está considerando ciclovias  aquecidas, como é a cidade de Zutphen.
O custo é estimado entre  $ 25.000 – 50.000 por quilômetro de ciclovia aquecida ficando os tubos a 50 metros de profundidade.

Anúncios

Ciclovias-delimitando nosso espaço! (also in english)

Minha cidade não tem uma rede de ciclovias.Talvez algum dia, se evoluirmos e deixarmos o excesso de conforto na garagem. Bicicletas são muito utilizadas nos países que chamamos de

1º mundo…Aqui no Brasil, pedalar em dia diferente do Domingo é quase um suicídio.

Em algumas cidades há um protesto feito através de um equipamento que é acoplado na roda traseira e que vai colorindo o local por onde normalmente passam os ciclistas.

O nome do equipamento Contrail.

A idéia é lembrar aos usuários das vias principais que por ali passam bicicletas e que esquecemos do espaço destinado a este veículo que não polui e que traz tantos benefícios a todos,desde que haja um espaço para ele transitar.

A idéia visa lembrar(protesto) que não há uma política para este tipo de transporte e desta maneira fazer lembrar que por ali passam ciclistas.

texto a seguir não foi traduzido

Contrail is a tool for developing bicycle communities. As you ride, contrail leaves a faint chalk line behind your bike. The goal is to encourage a new cycle of biking participation by allowing the biking community to leave a unique mark on the road and to reclaim this crucial shared space.
The old cycle: More cars on the road –> more percieved danger for bikers –> fewer bikers on road –> even more cars on the road.
The new cycle: A few bicyclists ride with contrail a couple times per week –> faint lines on the road inspire curiosity and remind bikers where it’s safe to ride –> new bikers are encouraged to ride and use contrail –> contrail lines get brighter as community grows.
By using this device, bicyclists will have a clearer path on which to ride safely and out of the way of vehicular traffic. At the same time, as more bicyclists using the Contrail go over a line created by a cyclist before them, the line gets brighter allowing drivers to clearly see a marked bike path where there might be none. It’s sort of similar to what happens when a dirt path appears in a grassy field after lots of people have taken the same shortcut over a period of time.