Aranhas-marrom ou aranhas-violino.Texto e fotos


                                            A foto acima é atual…após o tratamento…

As aranhas-marrom (Brasil) ou aranhas-violino (Portugal), Loxosceles spp. são aracnídeos venenosos, conhecidas por sua picada necrosante.
As aranhas-marrom têm um comprimento total de cerca de 6–12 mm
De teias irregulares, têm como característica a peregrinação noturna e a alta atividade no verão.
Durante o dia permanecem escondidas sob cascas de árvores e folhas secas de palmeira – na natureza – ou atrás de móveis, em sótãos porões e garagens – no ambiente doméstico.

São aranhas pouco agressivas, dificilmente atacam pessoas. As picadas ocorrem como forma de defesa, quando macho ou fêmea (ambos peçonhentos) são comprimidos contra o corpo, durante o sono, no momento do uso das vestimentas (calçando um sapato, por exemplo) ou no manuseio de objetos de trabalho (como enxadas e pás guardadas em locais escuros).
No ato da picada há pouca ou nenhuma dor e a marca é praticamente imperceptível. Depois de 12 a 14 horas ocorre um inchaço acompanhado de vermelhidão na região (edema e eritema, respectivamente), que pode ou não coçar. Também pode ocorrer escurecimento da urina e febre. Os dois quadros distintos conhecidos são o loxoscelismo cutâneo (o que normalmente ocorre, onde há a picada na pele) e o cutâneo-visceral (com lesão cutânea associada a uma hemólise intravascular).
Com o avanço (sem tratamento) da picada, o veneno (dependendo da quantidade inoculada) pode causar necrose do tecido atingido, falência renal e, em alguns casos, morte. Somente foram detectados casos de morte – cerca de 1,5% do total – 

Logo após a picada é indicado lavar o local com água e sabão abundantes e não fazer torniquetes, para evitar a gangrena do veneno e minimizar os efeitos da necrose. É interessante que a região da picada fique em repouso, dificultando a absorção do veneno. Não convém furar, cortar, queimar ou espremer. Também não é indicado fazer sucção no local da ferida nem aplicar extratos naturais. Não se recomenda a ingestão de bebidas alcoolicas. O procedimento padrão é levar a vítima ao serviço de saúde próximo o mais rápido possível, levando a aranha (morta ou viva) para identificação de espécie e confirmação da necessidade de soro.


alguns não levam a sério…

Vale lembrar que tais procedimentos servem para qualquer ataque de animal peçonhento.
O soro utilizado para combater a picada desta aranha é composto de Antihistamínico/anticolinesterásico/dapsona e 5 ampolas de soro antiaracnideo polivalente ou soro antiloxosceles EV, que deverá ser ministrado ao paciente até 36 horas depois do acidente com a aranha.
O predador natural da aranha-marrom (Loxosceles sp.) é a lagartixa (Hemidactylus mabouia), encontrada andando por paredes e tetos de casas. Porém, o réptil vem sendo dizimado com o avanço urbano e por ação humana.

Por conta disso, a aranha-marrom se reproduz livremente. 
A região sul do Brasil (Paraná principalmente) tem sofrido com o ataque destas aranhas, cerca de 3000 acidentes somente em 2004. Um relatório de um Instituto de Saúde de Minas Gerais, mostra que foram encontradas aranhas marrons do gênero Loxosceles em algumas casas da Grande Belo Horizonte, onde esta aranha estaria extinta desde 1917, e teoricamente somente existiria em cavernas.

Videos:

 English : http://www.nytimes.com/2013/09/17/science/dancing-with-black-widows.html?_r=1&

Anúncios

O que têm dentro do McNuggets?(do brasileiro?) / McDonald’s ingredients…USA and UK…

Todos os nuggets McDonald’s não tem os mesmos ingredientes…

Os McNuggets dos E.U.A , não só contêm mais calorias e gordura
do que os seus homólogos britânicos, mas também mais os produtos
químicos
A rede de TV CNN investigou as diferenças depois de receber um
comentário no blog perguntando sobre o assunto.

O McNuggets dos EUA (190 calorias, 12 gramas de gordura, 2 gramas de gordura saturada por 4 peças) contém o TBHQ conservante químico, butylhydroquinone terciário, um produto à base de petróleo. Eles também contêm dimetilpolissiloxano , um “agente anti-espuma“, também

utilizados na fabricação de bolinhas de borracha.

Em contrapartida, oMcNuggets britânico (170 calorias, 9 gramas de gordura, 1 grama de gordura saturada por 4 peças) não tem nenhuma química entre seus ingredientes.

McDonald’s diz que as diferenças são baseadas no gosto local: Nos Estados Unidos, McNuggets são revestidos e, em seguida, cozido, no Reino Unido, elas são cozidas e depois revestidos. Como resultado, o McNuggets Britânico absorvam menos óleo e tem menos gordura.

“Você poderia achar que se olhar em qualquer dos nossos produtos alimentares essenciais veria pouco, as diferenças regionais”, diz Lisa McComb, que trata das relações de mídia global para o McDonald’s, que tem mais de 32.000 restaurantes em 117 países. “Nós fazemos o teste do gosto de todos os itens de nossa comida em uma base contínua”.

Marion Nestle, um professor da New York University e autor de “What to Eat”, diz que o butylhydroquinone terciário e dimetilpolissiloxano no McNuggets, provavelmente, não representam riscos para a saúde. Como regra geral, porém, ela defende a não comer qualquer alimento com um ingrediente que você não pode pronunciar.

Dimetilpolissiloxano é utilizado como uma questão de segurança para manter o óleo de espuma, McComb, diz. O produto químico é uma forma de silicone também usado em cosméticos e bolas de borracha. Uma revisão de estudos em animais pela Organização Mundial de Saúde não encontrou efeitos adversos para a saúde associados com dimetilpolissiloxano.

TBHQ é um preservativo para óleos vegetais e gorduras animais, limitados a 0,02 por cento do petróleo na pepita. Um grama (um trinta avos de uma onça) pode causar “náusea, vômitos, zumbido nos ouvidos, delírio, uma sensação de sufocamento e colapso”, segundo “A Consumer’s Dictionary of Food Additives”.

Em 2003, o McDonald’s lançou McNuggets menores, tudo à base de carne branca depois que um juiz federal assim determinou. Entre os ingredientes que permaneceram no McNuggets novo: TBHQ e dimetilpolissiloxano.

Christopher Kimball, o fundador e editor da revista Cook’s Illustrated , diz que os produtos químicos suspeitos são necessários para o Nuggets manter sua forma e textura após ser extrudado em moldes em forma de nugget.

“A regulamentação na Europa, em geral, em torno do alimento são muito mais rigorosos do que os E.U.A”, diz Kimball.

English language:

U.S. McNuggets not only contain more calories and fat than their British counterparts, but also chemicals not found across the Atlantic.

CNN investigated the differences after receiving a blog comment asking about them.

American McNuggets (190 calories, 12 grams of fat, 2 grams of saturated fat for 4 pieces) contain the chemical preservative TBHQ, tertiary butylhydroquinone, a petroleum-based product. They also contain dimethylpolysiloxane, “an anti-foaming agent” also used in Silly Putty.

By contrast, British McNuggets (170 calories, 9 grams of fat, 1 gram of saturated fat for 4 pieces) lists neither chemical among its ingredients.

“I would certainly choose the British nuggets over the American” says Ruth Winter, author of “A Consumer’s Dictionary of Food Additives.”

McDonald’s says the differences are based on the local tastes: In the United States, McNuggets are coated and then cooked, in the United Kingdom, they are cooked and then coated. As a result, the British McNuggets absorb less oil and have less fat.

“You would find that if you looked at any of our core food items. You’d see little, regional differences,” says Lisa McComb, who handles global media relations for McDonald’s, which has more than 32,000 restaurants in 117 countries. “We do taste testing of all our food items on an ongoing basis.”

One apparent difference is only a matter of labeling, according to McComb. U.K. McNuggets list ground celery and pepper, which are labeled simply as “spices” in the United States, she says.

Marion Nestle, a New York University professor and author of “What to Eat,” says the tertiary butylhydroquinone and dimethylpolysiloxane in the McNuggets probably pose no health risks. As a general rule, though, she advocates not eating any food with an ingredient you can’t pronounce.

Dimethylpolysiloxane is used as a matter of safety to keep the oil from foaming, McComb says. The chemical is a form of silicone also used in cosmetics and Silly Putty. A review of animal studies by The World Health Organization found no adverse health effects associated with dimethylpolysiloxane.

TBHQ is a preservative for vegetable oils and animal fats, limited to .02 percent of the oil in the nugget. One gram (one-thirtieth of an ounce) can cause “nausea, vomiting, ringing in the ears, delirium, a sense of suffocation, and collapse,” according to “A Consumer’s Dictionary of Food Additives.”

In 2003, McDonald’s launched smaller, all-white-meat McNuggets after a federal judge dubbed the food “a McFrankenstein creation of various elements not utilized by the home cook.” Among the ingredients that remained in the new McNuggets: tBHQ and dimethylpolysiloxane.

Christopher Kimball, the founder and publisher of Cook’s Illustrated magazine and host of the syndicated cooking show America’s Test Kitchen, says he suspects these chemicals are required for the nuggets to hold their shape and texture after being extruded into nugget-shaped molds.

“The regulations in Europe, in general, around food are much stricter than the U.S.,” Kimball says.

Font:CNN Health –
http://pagingdrgupta.blogs.cnn.com/2010/06/25/a-tale-of-2-nuggets/?hpt=Sbin

Veneno à venda perto de você

Repassando informação recebida por e-mail:
Artigo escrito pela Drª Mancy Marckle:
Se fossemos acreditar ou nos impressionar com as notícias, deveríamos viver numa redoma de vidro. PORÉM O MAIOR NÚMERO DE INFORMAÇÕES SOBRE O ASSUNTO TRATADO AQUI PROCEDE E NÃO DEVE SER MENOSPREZADO.
Tirem as suas conclusões através de pesquisa, e selecionem o que julgarem útil.
Em medicina e em saúde devemos pecar pelo excesso e nunca pela falta.
‘Passei alguns dias falando na CONFERÊNCIA MUNDIAL DE MEIO AMBIENTE a respeito do ASPARTAME , conhecido como Nutrasweet, Equal, Zerocal, Finn e Spoonful’

Eles anunciaram que existia uma epidemia de Esclerose Múltipla e Lúpus Sistêmico , e não entendiam que toxina estava fazendo com que essas doenças assolassem os Estados Unidos tão rapidamente .
Eu expliquei que estava lá para falar exatamente sobre este assunto.
Quando a temperatura do ASPARTAME excede 30º C, o álcool contido no ASPARTAME se converte em formaldeído e daí para ácido fórmico , que provoca acidose metabólica (o ácido fórmico é o veneno das formigas).
A toxicidade do metanol imita a Esclerose Múltipla e as pessoas recebem diagnóstico errado de Esclerose Múltipla .
A Esclerose Múltipla não se constitui em sentença de morte, mas a toxicidade do metanol sim .. No caso do Lúpus Sistêmico , estamos percebendo que é quase tão grave quanto a Esclerose Múltipla , especialmente em usuários de Diet Coke e Diet Pepsi por razão da toxicidade do metanol. (as vítimas geralmente bebem de 3 a 4 latas destes refrigerantes por dia, ou mais).
Nos casos de Lúpus Sistêmico causado pelo ASPARTAME , a vítima geralmente não sabe que o ASPARTAME é a causa de sua doença e continua com seu uso, agravando o lúpus a um grau tão intenso que algumas vezes ameaça a vida. Quando interrompemos o uso do ASPARTAME , as pessoas que tinham lúpus ficam assintomáticas.

Infelizmente, não podemos reverter esta doença. Por outro lado, nos casos diagnosticados como Esclerose Múltipla (quando, na realidade, a doença é devida à toxicidade do metanol) a maioria dos sintomas desaparece. Nós temos visto casos em que a visão retornou e mesmo a audição foi recuperada. Isto também se aplica aos casos de tinnitus (zumbido no ouvido).
Em uma Conferência eu disse: ‘Se você está usando ASPARTAME (Nutrasweet, Equal, e Spoonful, etc.) e sofre de sintomas como fibromialgia , espasmos, dores , formigamento nas pernas, câimbras , vertigem, tontura , dor de cabeça , zumbido no ouvido , dores articulares , depressão , ataques de ansiedade, fala atrapalhada , visão borrada ou perda de memória – você provavelmente tem a DOENÇA DO ASPARTAME!’
As pessoas começaram a pular durante a palestra dizendo: Eu tenho isto, é reversível?
Durante a visita a um hospital, uma enfermeira disse que seis amigos dela que eram viciados em Diet Coke, tinham sido diagnosticados com MS. Isso é mais do que coincidência.

Há um tempo houve Audiências no Congresso dos EUA incluindo o ASPARTAME em 100 produtos diferentes. Nada foi feito. Os lobbies da droga e da indústria química tem bolsos muito profundos. Agora existem mais de 5000 produtos contaminados com este produto químico , e a patente expirou. Na época da primeira audiência, as pessoas estavam ficando cegas. O metanol no ASPARTAME se converte em formaldeído na retina do olho .
O formaldeído é do mesmo grupo das drogas como cianeto e arsênico – Venenos mortais! Infelizmente, leva muito tempo para matar, mas está matando as pessoas e causando todos os tipos de problemas neurológicos

O ASPARTAME muda a química do cérebro. É a causa de diversos tipos de ataque. Esta droga muda os níveis de dopamina no cérebro. Imagine o que acontece com os pacientes que sofrem de Doença de Parkinson? Também causa malformações fetais

Não existe nenhuma razão para se utilizar este produto . NÃO É UM PRODUTO DIETÉTICO!
Os anais do congresso dizem:
Ele faz você desejar carboidratos e faz engordar.
Dr. Roberts viu que quando ele interrompeu o uso do ASPARTAME a perda de peso foi de 9,5 kg por pessoa
O formaldeído se armazena nas células adiposas , principalmente nos diabéticos.
Todos os médicos sabem o que o metanol causaria num diabético. Os médicos acreditam que seus pacientes têm retinopatia, quando de fato, o mal é causado pelo ASPARTAME. O ASPARTAME mantém o açúcar sangüíneo fora de controle , fazendo com que muitos pacientes entrem em coma. Infelizmente, muitos morreram
Pessoas nos contaram na Conferência do Colégio Americano de Medicina que tinham parentes que mudaram de sacarina para o ASPARTAME e agora eventualmente entram em coma. Seus médicos não conseguem controlar os níveis de glicemia.
Os pacientes têm perda de memória pelo fato de que o ácido aspártico e a fenilalanina são neurotóxicos sem os outros aminoácidos encontrados nas proteínas . Eles atravessam a barreira hemato-encefálica e causam deterioração nos neurônios
Dr. Russel Blaylock, neurocirurgião, diz:
Os ingredientes estimulam os neurônios até a morte, causando dano cerebral em vários níveis. Dr. Blaylock escreveu um livro intitulada: ‘Excitotoxinas: O Gosto que Mata. (Health Press -800-643-2665
O Dr. H.J. Roberts, especialista diabético e perito mundial em envenenamento pelo ASPARTAME , escreveu um livro intitulada: DEFESA CONTRA A DOENÇA DE ALZHEIMER (1-800-814-8900 ). Dr. Roberts conta como o envenenamento pelo ASPARTAME está relacionado à doença de Alzheimer. E realmente está. Mulheres de 30 anos estão sendo internadas com Alzheimer
Dr. Blaylock e Dr. Roberts estão escrevendo uma carta-posição com alguns casos relatados e vão colocá-la na Internet. De acordo com a Conferência do Colégio Americano de Medicina, nós estamos falando de uma praga de doenças neurológicas causada por este veneno mortal.
Dr. Roberts descobriu o que aconteceu quando o ASPARTAME foi vendido pela primeira vez. Ele disse que seus pacientes diabéticos apresentaram perda de memória, confusão, e severa perda de visão
Na conferência do Colégio Americano de Medicina, os médicos admitiram que não sabiam. Eles estavam imaginando por que os ataques tinham aumentado tanto (a fenilalanina do ASPARTAME diminui o limiar para convulsão e depleta a Serotonina, o que causa psicose maníaco depressiva , ataque de pânico, fúria e violência). Antes da Conferência, eu recebi um fax da Noruega, pedindo um possível antídoto para este veneno porque a pessoa estava sentindo tantos problemas no seu país.
Este veneno está disponível em muitos países agora.

Avise a todas as pessoas que você conhece. TIRE TUDO O QUE CONTÉM ASPARTAME DO ARMÁRIO! ENVIE PARA NÓS SUA HISTÓRIA. Eu asseguro que A MONSANTO, A CRIADORA DO ASPARTAME , SABE COMO ELE É MORTAL.
ELES FINANCIAM A ASSOCIAÇÃO AMERICANA DE DIABETES, A ASSOCIAÇÃO AMERICANA DE DIETÉTICA, O CONGRESSO E A CONFERÊNCIA DO COLÉGIO AMERICANO DE MEDICINA.
O New York Times, em 15 de Novembro de 1996, publicou um artigo a respeito de como a Associação Americana de Dietética recebe dinheiro da Indústria Alimentícia para endossar seus produtos. Por isso, eles não podem criticar aditivos e falar a respeito de sua ligação com a MONSANTO.
A que ponto chega isso?
Dissemos a uma mãe cujo filho estava usando Nutrasweet para interromper o uso do produto. A criança estava tendo convulsões diárias. A mãe telefonou para o médico, que telefonou para a Associação que disse ao médico para não interromper o uso de NutraSweet. Estamos ainda tentando convencer a mãe que o ASPARTAME está causando as convulsões. Toda vez que interrompemos o uso do ASPARTAME , as convulsões cessam. Se o bebê morrer, sabemos de quem é a culpa, e contra quem lutamos.
Existem 92 sintomas documentados de ASPARTAME , do coma à morte. A maioria deles é neurológica, porque ASPARTAME destrói o Sistema Nervoso
A DOENÇA DO ASPARTAME é parcialmente a causa da SÍNDROME ‘TEMPESTADE NO DESERTO’. A queimação na língua e os outros sintomas discutidos em mais de 60 casos podem estar diretamente relacionados ao consumo de produtos contendo ASPARTAME. Milhares de latas de bebidas Diet foram enviadas para as tropas do tempestade no Deserto. Lembre-se que o calor pode liberar o metanol do ASPARTAME a 30 ºC. As bebidas dietéticas foram expostas ao sol de 45 ºC no deserto Árabe por semanas. Os homens e mulheres de serviço bebiam isso o dia todo. Todos os sintomas deles eram semelhantes ao de um envenenamento por ASPARTAME.
Dr.Roberts diz que o consumo do ASPARTAME na época da concepção pode causar defeitos no feto. A FENILALANINA se concentra na placenta causando retardo mental , de acordo com o Dr. Louis Elsas, Professor de Genética Pediátrica na Universidade de Emory. Em testes de laboratório, os animais desenvolvem tumores cerebrais (a fenilalanina tem um subproduto o XP, um agente causador de tumores cerebrais).
Quando o Dr. Espisto estava falando, um neurocirurgião da platéia disse: “Encontra-se um teor elevado de ASPARTAME nos tumores cerebrais removidos.” A STÉVIA, um adoçante natural, NÃO É UM ADITIVO, e ajuda no metabolismo do açúcar; seria ideal para os diabéticos e foi aprovada, agora, como suplemento dietético pelo FDA. Durante anos, o FDA, que é autoridade oficial nos EEUA na área de análise de alimentos e medicamentos, adiou esta aprovação por causa da sua lealdade à MONSANTO.


Repasso abaixo alguns links que encontrei abordando o assunto:
http://portalverde.com.br/alimentacao/acucar/aspartame.htm
http://www.quatrocantos.com/LENDAS/26_aspartame.htm
http://veja.abril.com.br/blog/genetica/134726_comentario.shtml
http://www.terapeutas.ahau.org/247.0.html
http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2006/11/366939.shtml

Bom, minha parte fiz utilizando esta ferramenta-análise e decisão é com você!

Vai tomar outro(mais um) refrigerante?

enviado por e-mail pelo amigo Silvio L.
**O QUE ACONTECE QUANDO VOCÊ ACABA DE BEBER UM REFRIGERANTE**

Base 1 lata padrão

Primeiros 10 minutos:10 colheres de chá de açúcar batem no seu corpo, 100% do recomendado diariamente.Você não vomita imediatamente pelo doce extremo, porque o ácido fosfórico corta o gosto.

20 minutos:O nível de açúcar em seu sangue estoura, forçando um jorro de insulina.O fígado responde transformando todo o açúcar que recebe em gordura.(É muito para este momento em particular.)

40 minutos:A absorção de cafeína está completa.Suas pupilas dilatam, a pressão sanguínea sobe, o fígado responde bombeando mais açúcar na corrente.Os receptores de adenosina no cérebro são bloqueados para evitar tonteiras.

45 minutos:O corpo aumenta a produção de dopamina, estimulando os centros de prazer do corpo. Fisicamente, funciona como com a heroína.

50 minutos:O ácido fosfórico empurra cálcio, magnésio e zinco para o intestino grosso, aumentando o metabolismo. As altas doses de açúcar e outros adoçantes aumentam a excreção de cálcio na urina.

60 minutos:As propriedades diuréticas da cafeína entram em ação. Você urina.Agora é garantido que porá para fora cálcio, magnésio e zinco, os quais seus ossos precisariam.Conforme a onda abaixa você sofrerá um choque de açúcar..Ficará irritadiço. Você já terá posto para fora tudo que estava no refrigerante, mas não sem antes ter posto para fora, junto, coisas das quais farão falta ao seu organismo.

Pense nisso antes de beber refrigerantes.Se não puder evitá-los, modere sua ingestão!
Prefira sucos naturais!!!Em sendo possível, dê preferência por aqueles que se vê as frutas
(de boa procedência) sendo preparadas.Seu corpo agradece!*
Não acredita? Pergunte, pesquise ´como cada um dos componentes age ao ser ingerido pelo
ser humano…