O Judô e seu mestre :como começou.


Por volta de 1870, um garoto magro,baixo e leve  começou a tomar aulas de ju-jitsu, em Tóquio. As artes marciais nunca mais seriam as mesmas. 


Em 1878, Jigoro Kano, o filho de 17 anos de idade de um fabricante de saquê, mudou-se da ilha de Honshu para  Tóquio para frequentar a Universidade Imperial de Tóquio. Pouco depois de chegar, ele começou a ter aulas na arte marcial japonesa ju-jitsu . Kano era pequeno, de baixa estatura e pesava muito pouco, mas  incrivelmente focado, e em poucos anos tornou-se um mestre na Tenjin-Shinyo Ryu , ou “Willow Divina Verdade,” escola de ju-jitsu .
Então, ele começou a estudar técnicas de wrestling-incluindo outros estilos ocidentais e começou a desenvolver seus próprios movimentos, principalmente quedas. Em 1882 Kano abriu sua própria escola, começando com apenas 12 alunos.
Na época, ele  ainda estava ensinando uma forma de ju-jitsu, mas em 1884, com a idade de apenas 24 anos, ele fundou uma nova escola de artes marciais,judô , que significa “o caminho suave”.
JU-JISTORY
Ju-jitsu foi a arte marcial dominante no Japão durante séculos. O nome, que significa “a arte da suavidade”, foi usado pela primeira vez em 1500, e se refere a uma grande variedade de técnicas de combate que tinham sido desenvolvidos pela classe guerreira do Japão, os samurais, desde pelo menos o século 12.


Durante seus anos de formação o jujitsu envolveu o uso de armas, tais como espadas e lanças, e foi usado em campos de batalha pelos samurais,sempre fortemente blindados. Em 1600, tudo mudou quando  Tokugawa conquistou o país inteiro.  Os 250 anos seguintes foram relativamente pacíficos, e o ju-jitsu evoluiu naturalmente, refletindo esta paz. Em vez de lutar com armas na armadura, os combatentes estudaram e desenvolveram técnicas de luta desarmados em escolas. Isto é conhecido como a “Idade de Ouro” de ju-jitsu, quando, literalmente, milhares de escolas e estilos diferentes floresceram.
Então, em meados dos anos 1800, tudo mudou de novo: Os Tokugawa perderam o poder e o país emergiu da sua estrutura primitiva, feudal, terminou a sua política de isolamento completo, e abraçou o Ocidente e o mundo moderno e industrializado. Como resultado, antigas tradições japonesas tornaram-se muito impopulares e  isto incluiu o  ju-jitsu. A arte marcial  estava em perigo de desaparecer completamente … mas então Kano apareceu.

Kyuzo Mifune e Jigoro Kano

Jujitsu pode significar “a arte da suavidade”, mas isso é enganador: Inclui o uso de pé e batidas da mão, e pode ser brutal. 
Para tornar a arte mais atraente para as pessoas que não querem os ossos quebrados em uma base regular-Kano fez algumas modificações, fazendo judô verdadeiramente mais “suave”, contando  com lançamentos, imobilizações, e sufocamento com técnicas de submissão.
Mas o aspecto mais importante do judô, de acordo com Kano, foi kuzushi , ou “off-equilíbrio”, que se refere aos movimentos projetados para colocar o adversário fora de equilíbrio, tornando mais fácil para levá-los para o chão. Não era nada de novo, mas nunca tinha sido este um tema central em uma arte marcial antes-e foi muito eficaz. Dentro de meses, Kano começou a bater um dos seus ex-professores jujitsu, algo que nunca tinha feito antes. 
Dois anos mais tarde, por causa do crescente sucesso de Kano, a Polícia Metropolitana de Tóquio organizou um concurso entre os estudantes de Kano de judô e alunos da escola mais popular ju-jitsu na cidade. Oficiais da polícia de Tóquio que normalmente praticavam jujitsu, prometeram que se a escola de Kano fosse a vencedora eles mudariam para o judô. Kano enviou seus 15 melhores alunos.  De  15 lutas venceu 12.
O Judô logo se tornou popular em todo o Japão, e Kano certamente não poderia ter sabido disso na época, mas que eventualmente teria uma enorme influência sobre as artes marciais em todo o mundo.


Uma das maiores influências de Kano sobre outras artes marciais foi o sistema de classificação do aluno que ele escolheu. Kano adotou um sistema simples que praticamente todos os japoneses já estavam familiarizados : Foi a partir de uma jogo de tabuleiro chinês antigo o  Go . O jogo tinha sido muito popular no Japão desde 1600, e desde então tinha usado um sistema de avaliação do jogador que tornou a competição mais justa. Ela consistia separar estudantes em dois grupos: o kyu , ou não-classificado, alunos iniciantes, e o dan , os alunos classificados. Dentro de cada um eram vários níveis (ou graus): seis nas fileiras kyu e 10 no dan . Em 1884 Kano trouxe isso para o judô. Depois vieram as faixas.


Em 1885, dois estudantes de Kano tornaram-se os primeiros a chegar ao primeiro nível dan . No momento todos os estudantes de artes marciais japonesas usavam quimonos simples, com uma faixa branca na cintura. Para dar seus dois dan  aos estudantes um sinal visual de seu conhecimento, Kano  trocou as faixas destes (passaram a usar faixas pretas) e inventou então o sistema de classificação de cor das faixas  que é provavelmente o aspecto mais reconhecido de qualquer arte marcial no mundo de hoje.
 Em 1895  todas as academias do Japão  estavam usando sistema de classificação de Kano,.
 E quando novas escolas de artes marciais mais tarde apareceram, como karatê moderno e aikido, 
eles fizeram uso do sitema de faixas  também.
Kano era um professor especial, empresário e diplomata, e ao longo das décadas seguintes, ele e seus alunos viajaram pelo mundo promovendo a arte marcial que ele fundou, muitas vezes, a convite de líderes mundiais. Por volta de 1920, havia escolas de judô, ou dojos , na maioria dos países europeus, e vários  nos EUA
Jigoro Kado morreu em 1938, aos 77 anos de idade, antes de seu sonho de ver a competição de judô nos Jogos Olímpicos. Finalmente  em 1964, quando Tóquio foi a primeira cidade asiática a sediar os jogos de verão o Judo chegou lá. O país anfitrião poderia escolher ou adicionar um esporte de sua escolha e Japão escolheu 
o judô de Kano.Foi a primeira arte asiática marcial a se tornar um esporte olímpico, e o  judô ainda é uma das artes marciais mais populares no mundo de hoje.
Extra: em 1935, um dos alunos de Kano, Mikonosuke Kawaishi, abriu um dojo em Paris. Para dar mais incentivo ocidentais a permanecer na escola, ele tentou uma inovação: ele começou a concessão de cor diferente cintos-branco, amarelo, laranja, verde, azul e marrom para os seis níveis de iniciantes kyu estudantes, que normalmente usa só branco . Foi um sucesso e rapidamente se espalhou para outras escolas europeias, e ao longo dos anos a muitas outras artes marciais, e, finalmente, em todo o mundo.

Kawaishi















Um novo movimento chamado Tricking – surpreendente!

Tricking é o sinonimo para Movimento Criativo. Pode ser aplicado a qualquer tipo de
movimento em bicicletas,skates,artes marciais,etc.
Não é Parkour,não são artes marciais,
não é dança,nem mesmo um esporte é considerado…
É uma espécie de encontro de pessoas de todos os cantos do mundo onde cada um
mostra seus saltos,truques,voos e desempenho juntando suas capacidades adquiridas
através de treino e aprendizado em diversos esportes…não há regras nem limites.É uma
filosofia de vida que faz com que algumas pessoas passem seus
limites,expressando-se em total controle do seu corpo-mente.
obs:algumas quedas são terríveis!
Veja mais detalhes (50 minutos )em

http://youtu.be/HwOrb-6FW9Q

Tricking is a synonym for Creative Movement, It can be applied to anything in motion. There are many types of tricking, BMX Tricks, Skateboard Tricks, Martial Arts Tricks, Juggling Tricks, Tech Deck Tricks, etc etc etc

Eu posso voar(franceses)! I believe I can fly (frenchies)

Os franceses Tancrède,Julien,Seb e Antoine são pioneiros no “higlining” ou “corda bamba nas alturas”- uma combinação de montanhismo,corda bamba e caminhada na corda…video para ver mais de uma vez… The Skyliners on an incredible exploration into the world of free flight. Tancrède, Julien, Seb and Antoine are pioneers in ‘highlining’ – a vertiginous combination of climbing, slackline and tightrope walking.

I Believe I can Fly ( flight of the frenchies). Trailer from sebastien montaz-rosset on Vimeo.

Novo esporte avança no Brasil também:slackline ( corda bamba)

Esporte de equilíbrio,agilidade e força,concentração mental, coordenação… praticado onde seja possível fixar as cordas de nylon e quase sempre junto à natureza.
Veja um video super divertido abaixo e com manobras incríveis: 


O esporte no Brasil (equipamentos,notícias,downloads,como aprender a
andar e equilibrar-se, etc)
no site http://www.gibbonslacklines.com.br/

Kabul tem skate – documentário da vida voltando ao normal…


Documentário que emociona: jovens tentando voltar à vida
normal praticando um esporte conhecido em todo o planeta:skate.
Dirigido por Orlando von Einsiedel,contém algumas imagens chocantes
dos costumes locais e da guerra sobre a cidade de Kabul.Ele mostra
também a possibilidade de através do esporte refazer os laços com
o mundo e isso através do esporte e com a nova geração que “não
quer mais a guerra”.
This year’s Sundance short film program features a great 9-minute documentary on the park, including brief interviews with the manager and young people who skate there. Directed by Orlando von Einsiedel, it contains some pretty shocking images of the damage the war has caused throughout Kabul. It also hints at the possibility for building “the kind of cross-cultural relationships that Afghanistan needs for future stability.”