Remédios vencidos…no lixo comum? Não contamine a água!

text about the disposal of expired medications: where we can deliver the drugs in our city … in your where you can do the same?

Medicamentos vencidos devem ser entregues

nas três lojas da farmácia de manipulação Pharma & Cia.
ou em uma das 14 lojas Panvel credenciadas.

* A Prefeitura de Porto Alegre, por meio do Comitê Gestor de Educação Ambiental, tem a campanha Medicamento Vencido – Destino Ambientalmente Correto em parceira com a PHarma & Cia. São três lojas que encaminham os medicamentos recolhidos à Central de Resíduos Pró-Ambiente, licenciada pela Fepam:

1 – Rua Pinto Bandeira, 472, Centro

2 – Avenida Benjamin Constant, 1.879, Floresta

3 – Rua 24 de Outubro, 435, loja 27, Moinhos de Vento

* A partir de janeiro de 2010, a Panvel, maior rede de farmácias da região Sul, também começou a recolher medicamentos vencidos e providenciar seu descarte correto em parceria com a UFRGS. Inicialmente, o programa acontece em 14 filiais de Porto Alegre, mas gradativamente será expandido para toda rede.

Panvel – Shopping Iguatemi

Shopping Praia de Belas

Shopping Bela Vista – Av. Nilópolis, 543 – Lj. 5/6

Posto Ipiranga – Assis Brasil, 2827 – Lj 02

Rua dos Andradas, 1401 – Centro

Av. Venâncio Aires, 1102 – Santana

Rua Vinte e Quatro de Outubro, 742 – Independência

Rua Ramiro Barcelos, 1115 – Independência

Rua Gomes Jardim, 253 – Bloco B – Santana

Av. Cavalhada, 2955 – Cavalhada

Av. Wenceslau Escobar, 2857 Lj 04

Coronel Bordini, 12 – Auxiliadora

Av. Ipiranga, 6681 Prédio 12B – Térreo

Av. Diário de Notícias, 300 – Lj 1004

LEGISLAÇÃO:

De acordo com a Resolução nº 358, de 29 de abril de 2005, do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), cabe aos geradores de resíduos de serviços de saúde a responsabilidade pelo gerenciamento destes, a partir da geração dos mesmos até a disposição final, de forma a atender aos requisitos ambientais, de saúde pública e de saúde ocupacional.

Ainda segundo a Resolução (art.21), os resíduos considerados de risco químico, como é o caso dos medicamentos, quando não forem submetidos a processos de reutilização, recuperação ou reciclagem, devem ter tratamento e disposição final específicos, em locais previamente licenciados pelo órgão ambiental competente.

Anúncios

A Cachaça – por que "pinga" e "aguardente"?

Enviada por Gérson S.

Você sabia?
Momento Manguaça Cultural
Antigamente, no Brasil, para se ter melado,
os escravos colocavam o caldo da cana-de-açúcar
em um tacho e levavam ao fogo.
Não podiam parar de mexer até que uma consistência
cremosa surgisse.
Porém um dia, cansados de tanto mexer e com serviços
ainda por terminar, os escravos simplesmente pararam
e o melado desandou.
O que fazer agora?
A saída que encontraram foi guardar o melado longe
das vistas do feitor.
No dia seguinte, encontraram o melado azedo fermentado.
Não pensaram duas vezes e misturaram o tal melado azedo
com o novo e levaram os dois ao fogo.
Resultado: o ‘azedo’ do melado antigo era álcool que aos poucos
foi evaporando e formou no teto do engenho umas goteiras que
pingavam constantemente.
Era a cachaça já formada que pingava. Daí o nome ‘PINGA’.
Quando a pinga batia nas suas costas marcadas com as chibatadas
dos feitores ardia muito, por isso deram o nome de ‘ÁGUA-ARDENTE’
Caindo em seus rostos escorrendo até a boca, os escravos perceberam
que, com a tal goteira, ficavam alegres e com vontade de dançar.
E sempre que queriam ficar alegres repetiam o processo.

(História contada no Museu do Homem do Nordeste).
Não basta somente beber, tem que conhecer!